Líder em streaming, o Spotify alcança acordo sobre direitos autorais

Uma fonte ligada às negociações informou à AFP que os direitos autorais não pagos somam 16 milhões de dólares, aos quais a Spotify agregaria mais cinco milhões

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/03/2016 07:21 / atualizado em 18/03/2016 19:03

Nova York, Estados Unidos - Spotify, líder mundial de música on-line (streaming), chegou nesta quinta-feira a um acordo sobre o pagamento de direitos autorais nos Estados Unidos, um passo para evitar eventuais ações judiciais no futuro.

Leia mais notícias em Tecnologia

O acordo, anunciado em um comunicado conjunto de Spotify e da Associação Nacional Discográfica, que defende os detentores de direitos autorais nos Estados Unidos, "é um passo crucial para melhorar a transparência no mundo da música e garantir que os compositores recebam seus direitos autorais".

Uma fonte ligada às negociações informou à AFP que os direitos autorais não pagos somam 16 milhões de dólares, aos quais a Spotify agregaria mais cinco milhões.

O acordo estabelece que cada autor ou selo que tenha alguma de suas canções distribuída pela plataforma sem pagamento poderá solicitar uma indenização.

Até o momento, o Spotify afirmava não ter as informações necessárias para identificar autores e selos para o pagamento dos direitos autorais.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.