Eduardo Paes pede que Pokémon Go invada Rio olímpico

"Alô, Nintendo! Faltam 23 dias para os Jogos Olímpicos do Rio 2016. Todo mundo está vindo para cá. Venham vocês também", escreveu o prefeito no Facebook, acompanhando com hashtags como #PokémonGoNoBrasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/07/2016 20:00


Rio de Janeiro, Brasil
- Caçar pokémons na praia de Ipanema ou em plena competição de judô no Parque Olímpico: Eduardo Paes vê isso acontecendo claramente e pediu aos seus criadores que habilitem o aplicativo na cidade-sede dos Jogos em agosto.

"Alô, Nintendo! Faltam 23 dias para os Jogos Olímpicos do Rio 2016. Todo mundo está vindo para cá. Venham vocês também", escreveu o prefeito no Facebook, acompanhando com hashtags como #PokémonGoNoBrasil.

Pokémon Go, o jogo de realidade aumentada que permite capturar essas criaturas virtuais, causou euforia em poucos dias nos países onde já está disponível: Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia e Alemanha.

Leia mais notícias em Mundo


A Nintendo não foi a responsável pelo desenho do jogo: somente contribuiu com o apoio de sua filial The Pokémon Company junto com a Niantic, que desenvolveu o aplicativo gratuito.

As autoridades esperam que meio milhão de turistas estrangeiros venham ao Rio para os Jogos Olímpicos, os primeiros organizados na América do Sul (5 a 21 de agosto).

Paes acompanhou seu pedido com uma montagem de criaturas Pokémon nos principais pontos turísticos da cidade, como a praia de Ipanema, o Parque Madureira onde estão os arcos olímpicos, ao lado do museu desenhado por Santiago Calatrava na zona portuária, e inclusive no meio de uma competição de judô.

O prefeito colocou também uma foto dos mascotes olímpicos e paralímpicos, mas esclareceu: "EstesNãoSãoPokémons".
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.