DESTINOS DOS SONHOS

Neste ano, deixe-se envolver pelo aconchego sul-americano e caia na estrada

Do friozinho chileno ao apelo histórico peruano, opções de destinos não vão faltar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/01/2016 20:00 / atualizado em 30/12/2015 18:30

Carlos Moura/CB/D.A Press

 

Na América do Sul, o câmbio favorável atrai turistas por conta da possibilidade de ficar mais tempo em um lugar gastando bem menos. A Cordilheira dos Andes, na fronteira entre o Chile e a Argentina, é ponto de passagem para aventureiros do mundo inteiro —  sem falar na cidade inca de Machu Picchu, dona de belezas (e história) milenares.

 

Salto Ángel, na Venezuela, foi um dos apresentados no filme Up — Altas Aventuras e chama atenção por ser a maior queda d’água do mundo, com quase 980 metros de altura. E o que dizer do deserto de Atacama, que é tão árido quanto irresistível? A vila de São Pedro de Atacama, por exemplo, reúne uma legião de viajantes do mundo inteiro —  de mochileiros a astrônomos, passando por motociclistas e aventureiros de todo tipo em busca de um oásis para descansar.

O descanso e o friozinho do inverno chileno atraíram a atenção da universitária Marina Torres, 19 anos, que sonha conhecer o Chile desde que sua irmã voltou de viagem com belas fotos e uma coleção de histórias sobre tudo que tinha visto e vivido no lugar. Segundo Marina, conquistar a primeira viagem com os próprios esforços é um dos motivos que tornarão a aventura tão especial. Ela pretende ir ao Chile em julho para aproveitar as férias da faculdade, mas ainda espera promoções de bilhetes aéreos para fazer o melhor negócio.

O planejamento começou há cerca de quatro meses e deve continuar até o início da viagem, prevista para durar 20 dias. Embarcar sem a companhia de família ou amigos não será problema. “Dá um pouco de medo, mas acho que consigo me virar. Vai ser minha primeira experiência sozinha, a primeira viagem que eu conquisto, e estou organizando tudo”.  A hospedagem será no estilo mais em conta possível —  albergues e casas alugadas pela internet.

 

O roteiro já está programado para incluir dois locais, mas é flexível. Começa na capital, Santiago, e inclui até passeios de esqui. “Quero ver neve e passar um pouco de frio”, brinca. A Patagônia chilena é outro lugar obrigatório para se visitar, segundo Marina. Por lá, nem é preciso ser expert em esportes no gelo. A sensação de ver um dos espetáculos mais belos da natureza (a neve pintando de branco a paisagem) já faz a viagem valer a pena.

 

A Terra do Fogo, ao extremo sul do continente sul-americano, também está nos planos, além da cidade de Torres Del Paine. Por hora, Marina está fazendo os cálculos para saber qual é a quantia necessária para fazer cada passeio. Depois dessa viagem, a ideia é não parar. Para praticar o espanhol e conhecer mais da América Latina, ela tem em mente Colômbia, Peru e Argentina.

Santiago

AFP PHOTO/JUAN BARRETO

Na capital, o suco de framboesa é obrigatório, o metrô é de excelente qualidade e o povo esbanja simpatia. Durante a noite, o melhor a se fazer é ir ao bairro boêmio de Bellavista. Para aproveitar bem o dia, vá ao Parque Metropolitano, conhecido como Cerro San Cristóbal, para apreciar uma bela vista da cidade. Os amantes de literatura não vão se conter em frente a La Chascona, segunda casa do poeta Pablo Neruda. O lugar preserva objetos do escritor e é dono de uma arquitetura rica em detalhes.

Torres del Paine

Tina Coelho/Terra Imagem

Casaco, gorro e tênis confortável são itens obrigatórios para quem vai ao local, pois longas caminhadas são inevitáveis. O estilo de passeio é a melhor versão do que se conhece como “natureza selvagem”, e inclui montanhas, lagos e vegetação coberta de gelo. Não se assuste se a paisagem parecer radical demais. Na Patagônia, há opções para todos os gostos em diversos graus de dificuldade. Também há passeios urbanos que incluem ótimos museus e restaurantes.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.