CARIBE

Explore o centro de Willemstad, capital de um paraíso chamado Curaçao

A cidade oferece aos visitantes beleza arquitetônica, ótimas opções de compras e alta gastronomia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/03/2016 09:00 / atualizado em 09/03/2016 14:12

Breno Fortes/CB/D.A Press - 20/6/11

A herança holandesa faz de Willemstad um lugar cheio de atrativos, capaz de fazer você esquecer que está no Caribe. As casas coloridas da cidade enchem os olhos. As pontes que ligam os bairros de Punda e Otrobanda são um charme à parte. A Queen Emma, usada pelos pedestres, é flutuante e se abre para embarcações. Já a Queen Juliana, por onde passam os veículos que circulam pela capital, é o ponto mais alto de Curaçao e proporciona uma visão panorâmica da ilha.

 

Pertinho dali está o Rif Fort, construído no século 19 para proteger Willemstad de invasões estrangeiras. O lugar foi restaurado e transformou-se em um centro comercial badalado, concentrando bares, restaurantes e lojinhas. As visitas são constantes durante o dia, mas também é um dos locais mais procurados à noite, principalmente para quem quer jantar de frente para o mar, aproveitando a brisa refrescante.

 

O local faz parte do complexo do Renaissance Curaçao Resort & Casino, onde há ainda um shopping repleto de marcas de luxo. É ali também que atracam os imponentes navios de Cruzeiro.

 

Luciana Salimen/Esp. CB/D.A Press

Em Punda estão alguns dos melhores restaurantes e bares noturnos. Para drinks e aperitivos, o Mundo Bizarro é o local ideal, com decoração descolada e clima intimista. Já o restaurante Ginger oferece pratos sofisticados e exóticos, em um ambiente ao ar livre e com música ao vivo.  Para ver o deslumbrante pôr do sol e esticar até a madrugada, o Saint Tropez é a melhor escolha. O lugar reúne hotel-boutique, clube de praia, restaurante e casa noturna. A decoração moderna e luxuosa encanta, e os pratos e drinks agradam aos turistas mais exigentes. Mas, se a ideia é provar pratos típicos, vá almoçar no Mercado Velho. Os pratos são baratos e você ainda pode ter a experiência de provar carne de iguana.

 

Hospedagem para todos os bolsos

Curaçao não é o Caribe dos resorts “all inclusive”. Eles existem, mas o custo-benefício simplesmente não compensa. É um destino a ser explorado, cheio de belezas por todos cantos;por isso, passar os dias em um hotel seria perda de tempo e de dinheiro.

 

Resorts como Marriott e Hilton têm praias particulares — e lindíssimas. Para quem gosta de luxo e mordomia, são escolhas excelentes. Mas como a ideia é ir de carro todos os dias a lugares diferentes, ter o mar no complexo do hotel não é obrigatório. E é justamente isso que faz de Curaçao um destino caribenho onde é possível, sim, gastar pouco.

 

Luciana Salimen/Esp. CB/D.A Press

Além dos resorts em praias e no centro de Willemstad, há opções de hospedagem mais modestas, porém confortáveis, e também de hotéis que funcionam como condomínios de casas, e ali você tem a estrutura necessária para cozinhar, por exemplo. Se estiver de carro, não faz muita diferença a região em que ficar hospedado. Os hotéis costumam oferecer estacionamento de graça aos hóspedes, mas sempre é bom conferir este ponto antes de escolher onde ficar.

 

»Como chegar

A Copa Airlines tem voos diários de Brasília para o Panamá, onde é feita a troca de avião para Curaçao.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.