ANTILHAS

Casa de Deus: confira opções de passeios para aproveitar Trinidad e Tobago

Longe da rota dos furacões, Trinidad e Tobago é uma combinação de aventuras com caprichos da natureza. Segundo os nativos, o Todo-poderoso é trinitino e esse foi o local que escolheu para viver

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/04/2016 09:00

Carmen Souza/CB/D.A Press

Contam que, sempre que conhecia uma ilha, o viajante pelas Pequenas Antilhas telefonava para Deus e falava sobre as suas impressões. Na vez de Trinidad e Tobago, percebeu que pagou o valor de uma chamada local. Repetiu, então, a ligação para saber o motivo do desconto. O Todo-poderoso foi incisivo: “Sou trinitino”. Não duvide! Livre das rotas dos furacões, o país tem uma combinação de atrativos suprema: cavernas, recifes, cachoeiras, águas termais, museus, pontos de observação de aves — são mais de 420 espécies —, praias e até carnaval. Confira alguns deles:

 

1. Baía de Maracas

Carmen Souza/CB/D.A Press

Uma das praias mais badaladas de Trinidad, a Baía de Maracas fica a 45 minutos de carro de Porto Espanha, a capital. Em boa parte do caminho, a estrada divide a floresta tropical com o mar. E a North Coast Road também é histórica. Foi construída pelos norte-americanos para vigiar a costa caribenha durante a Segunda Guerra Mundial. Culmina em um estacionamento meio mal-acabado, mas Maracas trata de tirar a impressão ruim. Protegida por morros com vegetação densa, tem palmeiras que garantem sombra, uma estrutura adequada de bares — apesar de as construções altas comprometerem a paisagem —, um cantinho de pescadores, peixes que dividem a águado mar pertinho de você, e sol a pino.

 

2. Bake and shark

Lucas Krempel/Esp. CB/D.A Press

A comida de rua trinitina é feita com tubarão. Trata-se do bake and shark. Uma massa de pão frita com um pedaço de filé de tubarão empanado. A carne costuma ser temperada com uma mistura de ervas antes de também ir ao óleo, mas cabe ao comensal escolher o que mais vai dentro do pão. As opções são variadas: alface, tomate, repolho, mostarda, molho de alho, de pimenta, agridoce... Se preferir não juntar tantos sabores, fique com o molho feito de chicória, que combina bem com o sabor marcante do peixe. Dá para saborear o sanduíche tradicional na famosa barraca Richard’s, na Praia de Maracas. Custa US$ 6 ou 36 dólares locais.

 

3. Carnaval

Andrea de Silva/Reuters - 3/2/13

O ritmo que comanda a festa é o soca, uma mistura de calypso com as influências do funk e do soul que embala os fantasiados pelas ruas. Há dois dias de desfile — na segunda e na terça que antecedem a quarta-feira de cinzas. Hoje, as competições musicais são o ponto alto das festividades. Como o país é multicultural, formado por africanos, indianos, chineses e europeus, há influências diversas na sonoridade e nas fantasias. Um rei e uma rainha guiam a banda e usam roupas mais elaboradas, geralmente fazendo referências a temas da cultura local. Comandados pelas realezas, moradores e turistas podem entrar na dança.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.