AMÉRICA LATINA

Passeios tradicionais do Panamá valem a pena, mesmo que pareçam óbvios

Conhecer o Canal do Panamá, uma das maiores obras da engenharia , é tarefa obrigatória. Escolha a melhor maneira: viagens curtas ou longas, de navio ou subindo até o mirante de Miraflores, de onde se pode ver todo o processo de elevação dos barcos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/04/2016 08:45 / atualizado em 29/04/2016 08:44

Guilherme Paranaíba/EM/D.A Press

Às vezes, o clichê pode ser bem interessante. Visitar o Canal do Panamá é um exemplo. É imperdível. O símbolo do país pode ser visto em diversos passeios: viagens curtas ou longas, em navios ou no mirante da eclusa de Miraflores, de onde se tem vista privilegiada do processo de elevação dos barcos para o nível do canal. Toda uma estrutura garante conforto ao visitante, com restaurante, museu, loja de suvenir e sala de vídeo.

 

A operação é lenta, mas não por isso menos impressionante. Cerca de 14 mil embarcações passam anualmente no corredor que liga o Oceano Atlântico ao Pacífico e movimentam a economia do país. As obras levaram décadas para ser concluídas e foi necessária a força de trabalho de mais de 75 mil trabalhadores. Destes, 25 mil morreram, devido a doenças tropicais, como amalária e a febre amarela. Hoje, o canal passa por expansão, que vai dobrar sua capacidade, além de permitir a passagem de embarcações maiores. As obras devem ser concluídas neste ano.

 

» Roteiro imperdível

Los Quetzales

É uma bela reserva natural localizada no alto das montanhas da província de Chiriqui, na costa oeste do país, dentro do Parque Nacional do Vulcão Baru. O único hotel do parque oferece alojamentos no meio da nublada floresta e atividades de ecoturismo. As principais são passeios a cavalo, trilhas, ciclismo, visitas a plantações de café e orquídeas, pesca de truta e escalada.

 

Parque Nacional Darien

Iha/Reprodução

É a maior reserva ecológica do Panamá e a segunda da América Latina, localizada próximo à fronteira com a Colômbia. Foi declarado reserva mundial da biosfera pela Unesco. São mais de 1,2 milhão de hectares de floresta tropical preservada. É dos principais postos de observação de pássaros do mundo, com mais de 300 espécias de aves, entre elas, a
águia-harpia, pássaro símbolo do país. Abriga três etnias indígenas: guna, embera e wounan. Para visitar, vá à cidade de El Real.

 

Santa Catalina

Visit Panama/Divulgação

Também na costa do Pacífico, é um dos melhores destinos para surfistas e mergulhadores. Situada na província de Veraguas, a pequena cidade tem várias pousadas, hotéis e restaurantes que garantem a tranquilidade para o turista. De Santa Catalina é possível fazer passeio de barco ao Parque Nacional Coiba, reserva mundial da biosfera segundo a Unesco.

 

Comarca Emberá Wounaan

Visit Panama/Divulgação

Território indígena no Leste, a Comarca Emberá Wounaan é a casa das etnias emberá e dos wounaan. Partindo da capital da comarca, Unión Chocó, chega-se às comunidades por canoas que cruzam os vários rios da floresta. Com alojamentos básicos, é interessante vivenciar a rotina dos nativos. Também é possível passsear de barcos para conhecer as várias comunidades, fazer trilhas, andar a cavalo e de bicicleta. As duas etnias têm hábitos, roupas e tradições parecidos, e oferecem aos turistas a oportunidade de participar de atividades como plantar, colher e pescar.

 

Coronado

Visit Panama/Divulgação

Coronado é uma cidade costeira, a pouco mais de meia hora da Cidade do Panamá. Tradicional destino de férias dos panamenhos, o município abrigou o primeiro resort do país. A praia é típica do Oceano Pacífico, com areia e águas mais escuras e ondas que chamam a atenção de surfistas e praticantes de kitesurf. Coronado tem ótima estrutura de hotéis, restaurantes e comércio variado. Boa opção de passeio para quem está na capital do país e quer curtir um fim de semana na praia.

 

Praia Venao

Old Bill Leonard/Flickr

Um dos principais destinos dos surfistas, a Praia Venao é cercada por montanhas e fica em uma região rural do país, na costa do Pacífico. Junto ao som das ondas é possível escutar gritos de macacos  na floresta. Além do surfe, é um ótimo local para relaxar, e conta com atrações como pesca, trilha ecológica, banhos de cachoeiras, passeio de barco e muito mais. Um resort e alguns hotéis, além de bons bares e restaurantes próximos ao mar, atendem muito bem aos turistas.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.