PERNAMBUCO

21k Noronha é a corrida mais bonita do mundo; é fácil entender o porquê

A paisagem deslumbrante seduz corredores de todo o país, profissionais e amadores, a participar da meia-maratona. Nem o Turismo ficou de fora

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/01/2017 09:00 / atualizado em 18/01/2017 13:35

Roberto Mesquita/Divulgação

Durante uma manhã de sábado, anualmente, as atenções da ilha se voltam para a 21k Noronha, uma meia-maratona que movimenta todo o arquipélago. Sempre agendado para o fim do ano, o evento chegou à terceira edição em 2016 e já consta no calendário oficial. Não demorou muito para que a 21k Noronha, que também oferece um percurso de 8km para corredores iniciantes, acabasse conhecida como “a corrida mais bonita do mundo”. Os motivos são óbvios.

 

Roberto Mesquita/Divulgação

Para encarar cada um dos detalhes da prova e esbarrar com a exuberância da paisagem, o Turismo se juntou aos mais de 600 inscritos da prova, apadrinhada pelo campeão olímpico Vanderlei Cardoso de Lima, que passa mais tempo fazendo selfies com os fãs do que correndo.

 

Falando em selfies, são muitos os que não abrem mão de registrar as várias atrações do percurso. Os mais experientes  percorrem todas as grandes paisagens. Mas eles, claro, estão focados nos tempos pessoais e na superação dos limites.

 

O pessoal dos 8km — e aqui se inclui o Turismo —, não deixa a prova de lado, mas  não se importa em adotar um ritmo menos afoito e, assim, apreciar o visual arrebatador. De vez em quando, alguns cliques se fazem necessários. Há quem, inclusive, faça amizade durante a prova. “Meu marido ficou chateado porque eu quis tirar uma selfie, acredita? Pois pedi para ele seguir em frente. Fiquei para trás e estou arrasando nas fotos. Deixo para correr quando voltar para o Rio de Janeiro. Noronha eu quero mais é conhecer”, contou, aos risos, uma das mais simpáticas inscritas.

 

Mas nada de ela revelar o nome. “Já pensou se ele lê essa matéria? No ano que vem, ele não me traz. E eu te garanto, meu querido, eu hei de voltar a Noronha”, completou, emendando um novo sorriso. Poucos metros adiante, nossa comunicativa corredora abordava uma outra alma solitária na prova. E ainda foi possível ouvir: “Você tira uma foto minha? E não deixa de pegar a Praia da Conceição no fundo!”.

 

Melhores passeios, recordação sem fim

Ciliares/Divulgação

Os dias em  Noronha logo ganham tons surreais com o passar do tempo. Mais do que seduzidos, somos enfeitiçados pelas pessoas, pela água límpida e pelo horizonte infinito. Há uma adrenalina particular em estarmos em uma ilha, por mais que a intervenção urbana insista em nos negar, mas é improvável não repararmos em novas sensações que nos tomem a mente e a respiração.

O mergulho e os passeios de barco, inquestionavelmente, são os melhores caminhos para esse instante em que dizemos “espero que nunca acabe”. As saídas de barcos, que fazem uso de variadas embarcações, talvez sejam a melhor maneira de se conhecer a beleza natural de Noronha.

O Turismo optou pelos serviços da Atalaia Noronha, uma das mais atuantes e experientes empresas turísticas noronhenses, e não se arrependeu. O trajeto náutico começa partindo para as ilhotas mais próximas e, depois, retorna para as atrações obrigatórias da ilha, como os Dois Irmãos ou a Baía do Sancho, onde o barco ancora por 40 minutos.

 

Diego Ponce de Leon/CB/D.A Press

Mas o melhor do passeio ocorre com a embarcação em movimento, quando os agitados e alegres golfinhos-rotadores dão as graças e nos acompanham. São muitos. Em determinados dias, ultrapassam 30 ou 40 exemplares da espécie. Os turistas-tripulantes disputam espaço para conseguir fotografar. Mas, logo, reparam que são tantas as chances, que é improvável terminar o passeio sem um clique bacana.

Debaixo d’água
Para experimentar um mergulho, conte com a galera da Noronha Divers. A escolha pela empresa, principalmente no caso dos mergulhos de batismo (voltados para aqueles que nunca mergulharam com cilindro de oxigênio), revela-se crucial. Impossível encarar o desafio sem um senso de segurança e confiança.

O empresário sergipano Humberto Silva, de 67 anos, que o diga. Mergulhando pela primeira vez, seu Humberto não estava nada confortável com a ideia e pensou em desistir da empreitada. O cuidado e paciência do guia que o acompanhou reverteram o quadro e lá foi o estreante explorar o fundo do mar. Na volta, o discurso era outro: “Amanhã, eu volto”.

E ele tem razão. O sentimento do mergulho é único. Um sentimento de paz difícil de descrever. A tal plenitude que comentamos ali em cima, na companhia de tartarugas, polvos, lagostas, cardumes. E como não é algo que fazemos todos os dias, vale investir no registro desse passeio subaquático. A Ciliares, que sempre acompanha a Noronha Divers, não erra. São anos mapeando e clicando as águas de Noronha.

De uma forma ou de outra, a ida à ilha de Fernando de Noronha nos afoga com imagens difíceis de esquecer. Nossa melhor chance de experimentar o sublime.

 

Serviço
» Noronha Divers

Mergulhos de batismo e para credenciados
Contato: (81) 3619-1112
» Atalaia Noronha
Passeios de barco, tours e pacotes especiais
www.atalaianoronha.com.br
Contato: (81) 3619-1328
» Ciliares Produções
Fotos e vídeos subaquáticos
Contato: (81) 3619-1364

 

* O repórter viajou a convite da organização da 21k Noronha

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.