FERIADO

Longas caminhadas são programas ideais para um encontro consigo mesmo

Se a intenção for esticar a Semana Santa até o feriado de Tiradentes, de 14 a 21, aproveite e curta com roteiros em homenagem a grandes figuras espirituais em todo o mundo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

Ramon Bacas Fernandez/Flickr

Para um encontro consigo mesmo, muita gente aposta em longas caminhadas. Essa receita para encontrar inspiração não é reproduzida apenas pela sabedoria popular, mas também por cientistas. A frase que diz que “todos os pensamentos verdadeiramente grandes foram concebidos durante uma caminhada” é atribuída ao filósofo Friedrich Nietzsche, por exemplo. Na Antiguidade, há relatos de que Aristóteles expunha suas ideias em pé, enquanto caminhava. No âmbito da religião, os grandes líderes viajavam a pé, enquanto compartilhavam seus ensinamentos. A trajetória poderia cruzar cidades e até países. Hoje, são os pupilos quem caminham em busca de belas paisagens, aventuras e novas experiências. O ganho é o tempo investido em introspecção e, muitas vezes, fé. Caso não tenha preparo físico à altura, aproveite as facilidades tecnológicas e vá de avião, pegue um ônibus, alugue um carro. O importante é ir.

 

Rota famosa

O Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha, é um destino famoso entre os que viajam com essa finalidade. O nome Santiago é uma contração para as palavras São e Tiago, nome do apóstolo de Jesus. Ele teria sido enterrado em um bosque da região do Império Romano conhecida como Galiza. No século 20, o lugar foi descoberto e se tornou um tesouro — preservado e estudado até hoje.

 

Os peregrinos variam o meio de transporte e trocam as pernas por bicicletas e cavalos. Não há um ponto de partida definido, mas vários possíveis, todos saindo da França. Um dos melhores meses para ir até lá coincide com o da Semana Santa: abril. O período é indicado para fugir das temperaturas extremas do verão e do inverno. Inspire-se em outras jornadas de grandes líderes espirituais selecionadas pelo Turismo.

Caminhos de São Paulo

Jan Slob/Flickr

O apóstolo de Jesus percorreu grande parte do território onde hoje está a Turquia. Você pode peregrinar por lá de carro, sem compromisso, ou contratar os serviços de agências de viagem, que oferecem estrutura completa e guias. São Paulo esteve em várias cidades turcas. As mais citadas na Bíblia e possíveis de visitar são Antioquia, Éfeso e Tarso. Esta última é a terra natal do apóstolo e abriga a Academia de Tarso, onde há indícios de que ali ele estudou, e o Poço de São Paulo.

Roteiros mais longos incluem uma visita à Grécia. O país abriga vários locais emblemáticos — a colina de Philopappos, em Atenas, a cidade de Veria, onde ele pregou a fé cristã e a cidade de Felipe, onde ficou preso. Na Capadócia, é possível visitar, em Konya, a Igreja de São Paulo, que realiza missas com regularidade, e Tarso, berço do apóstolo e uma das cidades mais antigas do planeta.

 

Peregrinação a Fátima

Pedro Nunes/AFP

A cidade portuguesa é um importante polo de peregrinação entre os católicos e, por ano, atrai cerca de seis milhões de visitantes. O santuário dedicado à Nossa Senhora de Fátima tem o dobro do tamanho da Praça de São Pedro, no Vaticano. A Virgem Maria teria aparecido ali, na Cova da Iria, em maio de 1917. Posicionada embaixo de uma árvore, ela teria conversado com três crianças. O local foi transformado na Capela das Aparições, ponto mais procurado do santuário.

A árvore não existe mais — foi destruída pelos visitantes, que passavam e arrancavam galhos e folhas para levar de lembrança — e deu lugar à imagem de Nossa Senhora. Visite a Basílica da Santíssima Trindade, que abriga até oito mil pessoas, e passe pela Basílica de Nossa Senhora de Fátima, que é menor, mas é onde estão enterradas as três crianças que presenciaram a aparição de Maria.

Bodh Gaya

Andrew Moore/Wikimedia Commons

A cidade indiana foi onde Sidarta Gautama, fundador da religião, foi iluminado. Atingir a iluminação significa desenvolver, como ser humano, todas as qualidades positivas possíveis e eliminar as negativas. Os principais elementos que recontam a história do mestre estão na cidade, como a figueira embaixo da qual ele se iluminou, conhecida como Árvore Bodhi. No entorno, há vários templos construídos pelas escolas tibetana e tailandesa de budismo, e a história continua em cidades vizinhas.

Lumbini é onde Buda nasceu e Kushinara é seu local de morte. É possível mergulhar na trajetória do líder em outros países. As cidades de Bagan, em Mianmar, e Borobudur, na Indonésia, reúnem belos templos dedicados à fé budista. Também há amostras históricas de Sidharta Gautama em Kyoto, no Japão, e em Bangcoc, na Tailândia.

 

Monte Kailash

Wikimedia Commons/Reprodução

Localizado no Tibete, na China, esse é um lugar sagrado para jainistas, hinduístas e budistas, que visitam o lugar durante todo o ano. A tradição é rodear o monte em formato de diamante a pé para atrair boa sorte. Não por acaso, o apelido do Kailash é Montanha Mágica. Dependendo da religião, a caminhada de cerca de 50 km é feita no sentido horário ou anti-horário.

 

O pico nevado faz parte da Cordilheira do Himalaia e fornece água de degelo para os rios mais caudalosos da Ásia e outros, considerados santos — como o Ganges. De tão especial, o Kailash nunca foi escalado. O governo chinês autorizou o alpinista Reinhold Messner — primeiro homem a subir o Monte Everest sem oxigênio de reserva — a escalá-lo em 1980, mas ele se recusou, dizendo que conquistar a montanha seria conquistar algo na alma das pessoas, o que não faria sentido para um atleta.

 

Caminho de Assis

Daniel Danusa/Flickr

Que tal percorrer a trajetória de uma das figuras mais emblemáticas da Igreja Católica? São Francisco de Assis passou a vida inteira na cidade italiana de Assis. Logo, se estiver a passeio pela região da Umbria, não deixe de visitar. A peregrinação une outras menores (Assis, La Verna, La Casella, Cerbaiolo, Montecasale e Montepaolo) e inclui uma igreja erguida em homenagem a Santa Clara, discípula de São Francisco.

 

A cidade oferece mais que pontos turísticos relacionados ao catolicismo. Para começar, é tida como capital da paz e foi declarada como patrimônio mundial da UNESCO em 2000. Comece o passeio pela Basílica de São Francisco de Assis, que, além de bem decorada com afrescos no estilo gótico, abriga o túmulo do santo. Em seguida, vá para o centro da cidade, repleto de construções medievais.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.