CHILE

Confira as surpresas geladas do território da Antártica chilena

O território que pertence ao Chile está a quase mil quilômetros do continente. É possível chegar de barco ou de avião

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/04/2017 10:00 / atualizado em 05/04/2017 14:00

Turismo Chile/Divulgação

Quem pensa na Antártica nem sempre relaciona o lugar ao Chile, mas o país tem a bandeira fincada ali desde 1939. Ao lado da Patagônia, a terra congelada forma a região mais ao sul do país — e do planeta. As cidades chilenas mais próximas do “fim do mundo”, com estrutura completa para o turismo, são Puerto Natales, Punta Arenas e Puerto Williams. A vantagem de visitá-las e partir para o continente branco é ter uma programação constante o ano todo. Neve, gelo e observação de animais vão render boas fotos e memórias.

 

Há duas maneiras de se chegar: de avião, saindo de Punta Arenas, são 990 km de distância. A cidade é a única da região a oferecer voos à Antártica, mas fique atento porque os aviões só são liberados para decolar se as condições climáticas estiverem excelentes. Por isso, prefira o período que vai de novembro a março para se aventurar na região. A viagem dura quatro horas até a Ilha São Jorge, onde está a Base Presidente Frei. Também há barcos e cruzeiros que navegam pela Antártica. A maioria dos que chegam ao continente saem do Chile e da Argentina. Em território chileno, os pontos de partida possíveis são Punta Arenas e Puerto Williams, cidade ainda mais ao sul. As expedições podem durar de 11 a 20 dias.

 

MMG/Flickr

Ao chegar ao continente de gelo, não perca a chance de conhecer a base chilena de Presidente Frei, na Ilha Rei George, ao lado da base russa de Bellinghausen. Perto delas, há uma igreja ortodoxa, além da Villa Las Estrellas, habitada por quase 70 mil pessoas. Visite também a Half Moon Island, lar de leões marinhos e pinguins. Nela está a base argentina Teniente Cámara, que serve café, oferece serviço de correios e garante um carimbo especial no passaporte dos visitantes com o símbolo da estação: um krill, espécie de crustáceo.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.