TRADIÇÕES

Estátuas famosas carregam superstições que podem encher seu mundo de sorte

Seguidas à risca, nos quatro cantos do mundo, as superstições refletem crenças e costumes locais. O Turismo selecionou monumentos que carregam tradições e pedidos especiais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/05/2017 10:00 / atualizado em 19/05/2017 16:18

Kuba Abramowicz/Flickr

Evitar passar por baixo de escadas, desvirar as sandálias para a mãe não passar mal, oferecer três pulinhos a São Longuinho para encontrar um objeto perdido e usar roupas brancas na virada do ano são apenas algumas das várias superstições seguidas à risca pela maioria dos brasileiros. Tão antigas quanto a própria humanidade, essas crenças populares fazem parte da cultura local e são passadas de geração em geração.

 

Mas os brasileiros não são os únicos supersticiosos. No México, por exemplo, quem quer ter um ano cheio de viagens deve aproveitar o 31 de dezembro para encher uma mala com roupas e dar algumas voltas pelo quarteirão. Na Dinamarca, assim que o relógio bater 0h00, o costume é quebrar pratos de porcelana na casa de amigos e familiares para atrair prosperidade. Já na Rússia, ser atingido por cocô de pássaro, por incrível que pareça, é sinal de boa sorte.

 

Além dos costumes, alguns monumentos ao redor do mundo carregam as suas próprias normas para atrair bonanças e outras riquezas. Apesar de não acreditar muito, quando visitou Nova York com a família, a advogada Heliane Ludovino, 42 anos, tocou nos testículos e nos chifres do Charging Bull, o icônico touro da bolsa de valores, que fica em Wall Street. “A superstição diz que isso atrai sorte e riqueza, mas eu acredito que sorte é levantar cedo e trabalhar duro todos os dias. Fiz mais por simbolismo mesmo, para tirar foto. É um ponto turístico que reúne pessoas do mundo inteiro e a prática faz parte da cultura local”, conta.

 

Arquivo Pessoal

Apesar de também não crer nos costumes, a blogueira Nathália Ayres, 28 anos, aproveitou uma viagem pela Europa para realizar várias crenças italianas. “Adoro superstições, mas faço mais pela brincadeira do que por acreditar. É um jeito diferente de interagir com os locais, você toca os objetos e se relaciona com o ambiente de maneira única.”

 

Além de jogar a clássica moeda na Fontana di Trevi, em Roma, ela foi a Verona tocar nos seios da estátua de Julieta, da famosa história de amor escrita por William Shakespeare. “Segundo a tradição, quem faz isso acaba encontrando o verdadeiro amor da sua vida. Na época, eu ainda não estava namorando e queria conhecer gente nova; hoje, brinco com os amigos que consegui um namorado por causa dos seios da Julieta“, completa.

 

Arquivo Pessoal
 

Conheça

Há um ditado que diz “eu não creio em bruxas, mas que elas existem, existem. ”Não custa seguir as crenças e experimentar a sorte pelo mundo:

 

Wikimedia Commons/Reprodução

Laughing Buddha (Hangzhou, China)

Barrigudo, de aspecto amigável e riso farto, o “Buda Risonho” representa abundância e felicidade. Presença comum em casas e restaurantes ao redor do mundo, o pequeno religioso também pode atrair riquezas, positividade e muita prosperidade aos seus donos. Em Hangzhou, uma das mais belas cidades da China, os visitantes do Lingyin Temple podem aproveitar para fazer um pedido enquanto esfregam a barriga de um rechonchudo buda esculpido em uma gruta na base da montanha.

 

Justin/Flickr

Winged Figures of the Republic (Nevada, Estados Unidos)

Próximo a Las Vegas, a barragem Hoover Dam é protegida por seres com asas gigantescas. As Figuras Aladas da República, em tradução literal, pesam mais de quatro toneladas e possuem aproximadamente 30 metros de altura. Segundo a lenda local, se o turista esfregar os pés dos gigantescos “anjos”, atrairá boa sorte. Entretanto, a “mandinga” só funciona se a pessoa utilizar os dez dedos para esfregar todos os dedos das estátuas.

 

Anne Donovan/Flickr

Fontana del Porcellino (Florença, Itália)

Dentro do Mercado Novo, um dos pontos indicados para quem quer conhecer a gastronomia toscana, um simpático Javali aguarda para coletar os seus euros. Se você busca boa sorte, basta tocar o focinho do porco. Agora, se você não quer dormir no ponto e prefere garantir logo bons presságios, terá que esfregar uma moeda de qualquer valor no focinho, apoiar o dinheiro na língua do porquinho e, quando soltar, o níquel deve cair na grade abaixo do corpo do animal.

 

Roberto/Flickr

The Perspiring Column of St. Gregory (Basílica de Santa Sofia — Istambul, Turquia)

Além de fazer as suas preces, os visitantes supersticiosos da Basílica de Santa Sofia, em Istambul, na Turquia, podem sair do templo curados de alguns tipos de doença. Segundo a lenda, a água que emana da “coluna transpiradora de São Gregório” é benta e tem propriedades curativas. Para se livrar dos males, basta visitar a igreja por três sábados seguidos e beber um gole da água por vez. Outra versão da lenda diz que o turista deve inserir o polegar em um buraco na coluna; se o dedo sair molhado, ele estará curado.

 

Naruchai Janteb/Flickr

Leões da Bavária (Residenzstrasse, Munique)

Sede do governo e residência temporária dos Duques da Baviera, o Palácio Residenz, em Munique, é guardado por quatro imponentes leões esverdeados que, segundo a lenda, trazem sorte aos visitantes. Moradores e turistas têm o costume de acariciar o focinho dos animais de bronze em busca de amor, riqueza, saúde ou prosperidade, dependendo da fera acarinhada. Mas cuidado com o egoísmo, acariciar os quatro não vai dar em nada.

 

Fique de olho
Um das superstições mais famosas em Paris é a dos lovelocks, onde casais apaixonados escrevem suas iniciais em cadeados e trancam os fechos em pontes espalhadas pela Cidade Luz. Apesar de romântica e “assegurar” amor eterno, a prática é desaconselhada pelo governo local, que, em menos de um ano, já retirou cerca de 45 toneladas de cadeados da Pont des Arts, que atravessa o rio Sena. Antes de comprar os cadeados, verifique se o local onde você pretende eternizar o seu amor não possui nenhuma restrição ao costume.

 

Crenças do estômago

Se você é uma pessoa supersticiosa, além de tocar os vários monumentos ao redor do mundo, tem que tomar cuidado com as comidas de alguns locais. Os pratos também carregam as suas próprias superstições:

Pão
Na França, os padeiros acreditam que colocar um pão de cabeça para baixo traz azar e infelicidade.

Pimentas
Na Itália, a pimenta é vista como um amuleto de boa sorte.

Chiclete
Na Turquia, acredita-se que mascar chiclete depois da meia noite faz com que a goma se transforme em carne humana.

Bolo
Nos Estados Unidos, os recém-casados costumam guardar a parte de cima do bolo no congelador para comê-lo um ano depois do casamento.

Tortilhas
No México, parte da população acredita que, se você derrubar uma tortilha, vai ter que conversar por longas horas com uma pessoa chata.

Uvas
Na Espanha, assim que bate à meia-noite do ano-novo, a tradição manda comer 12 uvas em apenas 12 segundos, para atrair boas novas ao ano que está por vir.

Avelãs

Muitos europeus carregam o fruto nos bolsos para não envelhecer depressa. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.