AQUI PERTO

Cidadezinhas da Serra da Mantiqueira traduzem o aconchego das terras altas

Curta a região e conheça sete cidadezinhas fincadas na Mata Atlântica, que despertam o espírito aventureiro do turista. E, de presente, experimente as delícias mineiras

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/05/2017 10:00 / atualizado em 29/05/2017 16:29

AcervoEcoguias/Divulgacao

A Serra da Mantiqueira é uma das regiões mais bonitas de Minas Gerais, que atrai casais apaixonados em busca do aconchego das montanhas e também aventureiros prontos para explorar essas terras altas. A região montanhosa que se espalha pelos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo é lar de inúmeras cachoeiras e formações rochosas, que compõem três dos maiores picos do país, com paisagens decoradas por espécies de plantas e animais da mata atlântica. Selecionamos sete cidadezinhas charmosas que estão incrustadas na Serra da Mantiqueira, para você programar uma viagem pela região.

 

Aiuruoca 

Aiuruoca é o local ideal para a prática do ecoturismo e do turismo de aventura, com muitas cachoeiras, trilhas e bosques. Nesse mar de montanhas mágicas, rodeado por araucárias, está o Pico do Papagaio, a Reserva Ambiental do Mututu e o Vale dos Garcias. Aproveite para praticar caminhada, cavalgada, rapel, escalada, tirolesa e até um minirafiting.

 

Cristiane e Gilbert Souza/CB/D.A Press

Itamonte

Apesar de pequena, a cidade abrange dois parques: o Parque Nacional de Itatiaia (foto) e o Parque Estadual da Serra do Papagaio. As atrações incluem cachoeiras e picos rochosos de onde a vista faz o esforço da caminhada valer a pena. A especialidade gastronômica da cidade é a truta, que pode ser pescada e saboreada na Truticultura Sobradinho.

 

Marcos Michelin/EM/D.A Press

Monte Verde

Badalado, o destino bomba no inverno com seu centrinho animado por lojas, docerias, bares e até patinação no gelo. Lareiras e ofurôs recebem os casais nos quartos das pousadas, mas se você estiver em família a dica é se hospedar no Hotel Cabeça de Boi. Para se aquecer nas noites frias, nada melhor que o chocolate quente do Chocolate Montanhês.

 

Andrea madelaine/CB/D.A Press

Passa Quatro

Charmosa, a cidade tem calçamento de paralelepípedo, prédios do final do século 19 e passeio de maria-fumaça. Entre as atrações de ecoturismo, que ficam um pouco mais distantes do Centro, estão a Cachoeira da Gomeira, a Floresta Nacional e o pôr do sol no Pico do Itaguaré. À noite, a melhor pedida é ir à Esfiharia Monte Líbano, que serve uma comida árabe comparada à gastronomia dos deuses. 

 

Arthur Bastos/CB/D.A Press

Gonçalves  
O centrinho aprazível da cidade concentra cafés e lojas, e os arredores rurais têm cachoeiras e mirantes. É uma boa pedida para casais que procuram um destino de inverno escondidinho. Para o almoço escolha o Deméter na Roça; para o jantar, o Restaurante Sauá, e para se hospedar a Pousada Passaredo. Deixe espaço na bagagem para as delícias do A Senhora das Especiarias. 

 

 Alexandre Pastre/CB/D.A Press

Alagoa 
A pequena cidade de 2,7 mil habitantes poderia passar despercebida: fica no alto da Serra da Mantiqueira, a 1,6 mil metros de altitude, acessada por ruas estreitas. Mas o município atrai visitantes com a lendária receita de queijo parmesão, que é fabricado exclusivamente ali. Para quem quiser provar, mesmo antes de conhecer a cidade, o site www.queijodalagoa.com.br entrega para todo o Brasil.

 

Sandra/CB/D.A Press

Extrema

 Na divisa com São Paulo, a cidade tem cinco rotas turísticas para entreter os visitantes, que incluem visitas a cachoeiras, subidas a pedras gigantes e passeios a ateliês de arte e alambiques. Os aventureiros ainda têm a possibilidade de praticar rafting e voo livre. Almoce no Armazém Bertolotti e prove delícias como o torresmo, o bolinho de linguiça e o pudim de leite condensado, que foi premiado na França.

 

Fica a dica

De Belo Horizonte para a região da Serra da Mantiqueira, uma boa parada na estrada é na Cafeteria Grão da Terra, que serve café premiado, cultivado na fazenda da família, e delícias como o quibe de carneiro. Fica próximo a Três Corações, na Rodovia Fernão Dias (BR 381), km 741.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.