Passeios por monumentos e prédios de Brasília mostram aos alunos a história

Para a coordenadora Ivana Carvalho, acredita que as escolas têm um papel fundamental na disseminação da cultura de Brasília

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/01/2014 08:00 / atualizado em 10/01/2014 16:53

Ed Alves/CB/D.A Press
Quando Pedro Paulo da Costa e João Pedro Baldocchi, ambos de 9 anos, visitaram o projeto de construção de Brasília, no Instituto Histórico e Geográfico do DF, conseguiram compreender de uma forma real tudo o que estudaram dentro da sala de aula. A promessa de Juscelino Kubitschek de construir uma nova capital; a primeira estação de rádio, antes da inauguração da cidade — para se comunicar com o governo no Rio de Janeiro; e os registros da primeira missa realizada em Brasília eram assuntos relativamente conhecidos dos alunos do quarto ano.

Além de ser mais divertido, a aproximação com os fatos da história faz como que os alunos assimilem com facilidade o conteúdo da sala de aula. “É muito melhor aprender desse jeito. A gente estuda e, depois, vai ver como é”, disse Pedro. O amigo João concorda: “Ao ver assim de perto, entendo tudo”.

A coordenadora do colégio onde os dois estudam, Ivana Carvalho, acredita que as escolas têm um papel fundamental na disseminação da cultura de Brasília. Entretanto, percebe que as crianças não procuram conhecer a cultura regional. “Apesar de a cidade se abrir pouco a pouco para esse universo cultural, vejo que os meninos não têm o hábito de fazer esse tipo de passeio. A visita a museus e a peças teatrais não faz parte do itinerário de lazer”, explica.

Na escola, Ivana afirma que o artista e as obras são estudadas tanto na disciplina de artes, como também nas aulas de matemática, ao falar de geometria e proporção. “Os alunos têm que fazer essa ligação o tempo todo”, explica.
Para o professor do Centro de Excelência em Turismo da Universidade de Brasília, Luiz Carlos Spiller, é importante valorizar o patrimônio e a memória regional. “É aquilo que nos dá identidade enquanto população do Distrito Federal”, afirma. “Nada melhor do que você trabalhar isso a partir de um momento em que a criança ou o adolescente possui mais abertura ou está antenado para informações que vêm de fora.”

Artistas

Eliane Perdigão, diretora de outra escola de ensino fundamental em Brasília, concorda com Spiller. Ela afirma que as crianças respondem bem aos passeios turísticos. “Os alunos percebem a cidade deles com outro olhar. Por mais que eles já tenham alguma informação vinda de casa, não existe a precisão acadêmica.”
Eliane conta que um dos passeios de maior sucesso no colégio é o “Na trilha dos azulejos”, em que os alunos percorrem os locais de Brasília onde se encontram obras do artista Athos Bulcão. Entre os locais visitados, estão a Igrejinha Nossa Senhora de Fátima, o Teatro Nacional e o Parque da Cidade. “Os estudantes aprendem na sala como funcionam os poderes, a base arquitetônica de Brasília, sabem de Niemeyer e Lucio Costa. Mas quando vivenciam de perto, compreendem porque isso tudo foi criado”, exemplifica.

Visite
Memorial JK
Endereço: Eixo Monumental
Horário de visitação: terça a domingo, das 9h às 18h; quarta-feira, das 9h às 17h
Informações: 3226-7860

Museu Histórico de Brasília (Instituto Histórico e Geográfico do DF)
Endereço: SEP/Sul 703/903, conjunto C
Horário de visitação: de segunda a sexta, das 9h às 12h, e das 14h às 17h
Informações: 3226-6871

Museu Vivo da Memória Candanga
Endereço: Via EPIA Sul, Lote D
Horário de visitação: de segunda a sábado, das 9h às 17h
Informações: 3301-3590

Painéis de Athos Bulcão*
» Igrejinha Nossa Senhora de Fátima (EQS 307/308)
» Instituto de Artes da Universidade de Brasília (Asa norte – Campus Darcy Ribeiro)
» Paradas de descanso do Parque da Cidade Sarah Kubitschek
» Painel externo do Teatro Nacional Claudio Santoro (Setor de Difusão Cultural Norte)
* Lista completa em: www.fundathos.org.br
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.