Publicidade

Correio Braziliense

Dodge pede à PF prioridade na investigação sobre tragédia em Brumadinho

Em encontro com representantes da PF, também foi solicitado o reforço nas investigações sobre as ameaças contra o deputado Jean Wyllys


postado em 31/01/2019 13:38

A procuradora Geral da Republica Raquel Dodge(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
A procuradora Geral da Republica Raquel Dodge (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

 
A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu que a Polícia Federal dê prioridade para a investigação sobre a tragédia da Vale, em Brumadinho (MG). Dodge se encontrou com o delegado Maurício Leite Valeixo, e outros representantes da PF nesta quinta-feira (31/1).

Na reunião, que ocorreu na sede do Ministério Público Federal (MPF), em Brasília, a procuradora afirmou que a tragédia, que já registra quase 100 mortos, deve ser tirada "com prioridade e de forma integrada por todos os órgãos do sistema de Justiça com foco, inclusive, na prevenção de outros desastres desta natureza".
 
Ver galeria . 71 Fotos EM/D.A Press
(foto: EM/D.A Press )
 

Além de integrantes da PF, Dodge também se encontrou com representantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). Ela demonstrou bastante sensibilidade ao tema, e se emocionou ao falar do desastre criminoso que se abateu sobre os moradores da cidade.

Jean Wyllys


Raquel Dodge também solicitou que a Polícia Federal reforce as investigações sobre ameaças contra o deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ), que deixou o Brasil e abriu mão do mandato que começaria nesta sexta-feira (1°/2).

De acordo com Dodge, o caso do parlamentar se trata de "uma ameaça contra a democracia" e "exige uma resposta" do Estado. No lugar de Wyllys, assume o deputado David Miranda.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade