Publicidade

Correio Braziliense

Segundo filho, deputada Flordelis pode estar envolvida na morte de pastor

Jovem prestou depoimento à Polícia Civil do Rio de Janeiro; deputada não comentou acusações


postado em 20/06/2019 22:35 / atualizado em 20/06/2019 22:46

O marido da deputada federal Flordelis (PSD) foi assassinado na madrugada deste domingo (16/6), em Pendotiba, Niterói. Segundo informações, Anderson Carmo foi executado por volta das 4h, com diversos tiros, pouco tempo após chegar em casa(foto: Reprodução)
O marido da deputada federal Flordelis (PSD) foi assassinado na madrugada deste domingo (16/6), em Pendotiba, Niterói. Segundo informações, Anderson Carmo foi executado por volta das 4h, com diversos tiros, pouco tempo após chegar em casa (foto: Reprodução)
Após a prisão do Flávio, um dos filhos do deputado Anderson do Carmo, que confessou ter atirado no próprio pai, a Polícia Civil do Rio de Janeiro pode ter nova pista sobre o caso que chocou o país. Isso porque o depoimento de um dos irmãos de Flávio - que não teve o nome identificado - acusou a deputada Flordelis de estar envolvida no caso.

De acordo com o jovem em depoimento a polícia, três irmãs e a mãe (Flordelis) já teriam oferecido R$ 10 mil para outro irmão (Lucas) em prol do assassinato do pastor. Além disso, ele ainda declarou que as mulheres colocavam remédio na comida do pastor e que o pai recebia ameaças de morte.

Segundo o jovem, o irmão Flávio estava ao lado do corpo após o assassinato recolhendo uma mochila de couro e o telefone do pastor, que supostamente teria sido entregue a deputada. A polícia ainda não tem a posse do celular.

Em depoimento, ele ainda afirmou que o comportamento dos parentes durante o velório era um "teatro". O portal G1 teve acesso ao depoimento do jovem. O portal também procurou a assessoria da deputada, que não quis comentar as acusações.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade