Publicidade

Correio Braziliense

Policiais liberam reféns e prendem 10 criminosos que aterrorizaram Uberaba

Sete pessoas estavam sendo mantidas como reféns em um caminhão na BR-262. Entre elas, havia duas crianças


postado em 27/06/2019 10:55 / atualizado em 27/06/2019 11:28

Bandidos carregavam armamento pesado(foto: Divulgação/PM))
Bandidos carregavam armamento pesado (foto: Divulgação/PM))
A Polícia Militar conseguiu resgatar as sete pessoas que estavam reféns de bandidos que provocaram momentos de terror em Uberaba, na madrugada e na manhã desta quinta-feira (27/6). 

Ao todo, os policiais conseguiram prender 10 bandidos. Os reféns eram duas crianças, uma mulher e quatro homens.
 
Os criminosos tomaram um caminhão que transportava trabalhadores para uma fazenda da região. O veículo foi cercado pelos policiais no km 765 da BR 262, entre Uberaba e Araxá.  

Por volta das 10h30, depois de aproximadamente duas horas de negociação com os agentes, os criminosos decidiram liberar os reféns. Dentro do caminhão, os polciais também encontraram armamento pesado, com várias munições e coletes à prova de bala.
 
Ainda não se sabe se há outros bandidos foragidos ou se todos os envolvidos no tiroteio estavam dentro do caminhão. A suspeita é de que haja outros criminosos escondidos dentro da mata, já que uma caminhonete Saveiro com marcas de sangue foi localizada próxima ao caminhão.
 
 
 

Tentativa de roubo, tiroteio e feridos

Por volta das 4h desta quinta-feira, uma quadrilha fortemente armada explodiu uma agência do Banco do Brasil, na Avenida Leopoldino de Oliveira. A explosão foi ouvida na região e alertou os policiais, que entraram em combate com os bandidos.

Durante a perseguição, os marginais chegaram a usar um caminhão para bloquear o trânsito no entorno do local atacado e impedir o acesso dos agentes. Devido à troca de tiros, duas pessoas ainda não identificadas ficaram feridas.

De acordo com a Polícia Militar, uma mulher está gravemente ferida e passa por cirurgia no Hospital Escola da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). O outra vítima é um homem que ficou ferido, após estilhaços atingirem seu pé. Apesar dos ferimentos, ele passa bem.

*Estagiário sob supervisão do editor Benny Cohen, do Estado de Minas

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade