Brasil

Ceasa de Minas Gerais desmente Bolsonaro, que apaga vídeo de rede social

O presidente divulgou um vídeo em que um produtor mostra o galpão vazio e afirma que há desabastecimento de alimentos

Márcia Maria Cruz/Estado de Minas
postado em 01/04/2020 12:37
 (foto: Leandro Couri/Estado de Minas)
(foto: Leandro Couri/Estado de Minas)

Movimentação na Ceasa MinasA Central de Abastecimento de Minas Gerais (Ceasa Minas) está com o fluxo normal de venda de hortifrutigranjeiros no entreposto em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O presidente Jair Bolsonaro divulgou no Twitter, na manhã desta quarta-feira (1;/4), um vídeo em que um produtor mostra o galpão vazio e afirma que há desabastecimento de alimentos.


O vídeo foi apagado no fim da manhã desta quarta depois de ficar três horas no ar. A reportagem esteve na Ceasa na manhã desta quarta-feira e verificou a comercialização intensa de produtos. Noé Xavier da Silva, presidente da Associação Comercial do Ceasa, divulgou vídeo em que desmente que esteja ocorrendo o desabastecimento.


"Ontem, 31 de março, enquanto a Ceasa Minas realizava a limpeza do mercado livre do produtor, circulou um vídeo na internet indicando desabastecimento em nosso entreposto. Esse fato não é verdade. O mercado segue firme para garantir a alimentação de mais de 400 municípios em Minas Gerais", disse.


Os produtores ouvidos pela reportagem garantiram que o abastecimento está normal. "O próprio comprador está com um pouquinho de receio. Está faltando mais comprador do que mercadoria", afirmou Cléber Augusto que traz três vezes por semana mercadoria de Barbacena. O EM conversou com produtores e funcionários da Ceasa e nenhum soube dizer quem é o ;produtor; que aparece no vídeo publicado.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação