Brasil

Primeiro dia de lockdown no Maranhão tem dezenas de barreiras nas ruas

O Maranhão é o primeiro estado do Brasil a adotar ações mais rígidas de isolamento social; bloqueio na cidade deve durar ao menos dez dias, de acordo com o governo estadual

Hellen Leite
postado em 05/05/2020 16:48
PMs foram às ruas para fiscalizar o cumprimento da medida restritivaO lockdown (bloqueio dos serviços não essenciais) em São Luís, capital do Maranhão, entrou em vigor nesta terça-feira (5/5), sob um forte esquema de fiscalização da Polícia Militar. Este é o primeiro caso de endurecimento nas regras de isolamento social no país, em uma tentativa de conter o avanço do novo coronavírus. Outros estados, como o Pará e Pernambuco, também avaliam medidas semelhantes. Fotaleza, capital do Ceará, anunciou um lockdown a partir de sexta-feira.

Além da capital do estado, outros três municípios foram bloqueados: Paço do Lumiar, São José de Ribamar e Raposa. Durante o lockdown, apenas trabalhadores dos serviços essenciais, ambulâncias, carros de segurança e veículos privados que vão a farmácias, hospitais e supermercados podem circular. As ações foram estabelecidas no decreto publicado na segunda-feira (4/5) pela Prefeitura de São Luís.

Para a servidora pública Amanda Cruz Coimbra, 26 anos, as medidas são duras, mas necessárias. Moradora de um bairro residencial em São Luís, ela conta que a população ainda não se deu conta da gravidade da pandemia. "Antes da lockdown, a movimentação na rua estava intensa, os supermercados estão lotados, por mais que o governo tome medidas, as pessoas não colaboram", reclama.

[FOTO1590942]

Ao menos 30 barreiras foram instaladas para evitar o trânsito de veículos em diversos pontos da cidade e motoristas estão sendo abordados para checagem de documento que comprove a necessidade de trabalhar, conforme determinado pela Justiça. A prefeitura da cidade também proibiu a circulação entre os bairros. As compras dos produtos essenciais em supermercados devem ser feitas em estabelecimentos próximos a residências dos moradores.
Funcionam normalmente supermercados e demais serviços de alimentação, farmácias, portos e indústrias que trabalham em turnos de 24 horas, bancos e lotéricas, apenas, para o pagamento do auxílio emergencial, salários e benefícios, com organização de filas.


Multas e interdição de estabelecimentos

[SAIBAMAIS]Quem não cumprir as regras do lockdown poderá sofrer advertência, pagar multa e até ter a interdição parcial ou total do estabelecimento, no caso de empresas. As multas variam de R$ 2 mil (para infrações leves) a R$ 1,5 milhão (para infrações gravíssimas). No entanto, o decreto não esclarece quais tipos de infrações são categorizadas com leves, graves ou gravíssimas.

O lockdown foi praticado em países muito afetados pela doença como Itália e Espanha diante do colapso dos hospitais, mas também foi adotado de forma mais antecipada em países que conseguiram conter a curva de contágio com sucesso, como a Argentina.

O último balanço divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrava 4.530 casos da doença. Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) apontar que o Maranhão é o estado com maior ritmo de crescimento no número de mortos por Covid-19 no país.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação