Publicidade

Correio Braziliense

Grupo hacker afirma ter invadido site da Secretaria Especial do Esporte

Uma montagem do presidente Jair Bolsonaro foi exibida na tela de acesso à página


postado em 02/06/2020 22:31 / atualizado em 02/06/2020 22:38

(foto: Reprodução/Twitter)
(foto: Reprodução/Twitter)
O grupo Anonymous Brasil assumiu, nesta terça-feira (2/6), a autoria de um ataque hacker ao site da Secretaria Especial do Esporte e ter feito uma espécie de montagem com a imagem de Jair Bolsonaro retratando um palhaço. Além da figura, o grupo também colocou uma mensagem contra o presidente.

"Para o governo Bolsonaro: estamos observando você. Podemos (ver o que) você está fazendo. Não o controlamos, estamos em toda a parte. Lembre-se disso: as pessoas que você está tentando pisar são todos os que você depende", indica.

(foto: Reprodução/Twitter)
(foto: Reprodução/Twitter)

A página citada, segundo o portal Uol, pertence a um domínio que antes era do Ministério do Esporte e foi adaptada para receber informações da Secretaria Especial do Esporte. A página do Ministério do Esporte segue sem alterações.

O Correio tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa do Ministério do Esporte para buscar mais detalhes sobre o hacker, mas sem sucesso.
 
No meio da noite desta terça, a conta no Twitter do grupo saiu do ar. 
 

Histórico 

 
O perfil Anonymous Brasil divulgou no Twitter, na noite da última segunda-feira (1º/6), dados pessoais de diversas autoridades da República. Entre os nomes que tiveram informações sigilosas reveladas estão o presidente Jair Bolsonaro e os filhos Flávio, Carlos e Eduardo. Ministros, como o da Educação, Abraham Weintraub; e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, também tiveram os dados divulgados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade