Publicidade

Correio Braziliense

Rollemberg insiste que responsabilidade do Eixão é do DER

Declaração foi feita após Henrique Luduvice ter dito que a Novacap é a culpada


postado em 08/02/2018 11:07 / atualizado em 08/02/2018 14:16

Rollemberg participou nesta quinta-feira da inauguração de um câmpus do IFB em Recanto das Emas(foto: Dênio Simões/Agência Brasília)
Rollemberg participou nesta quinta-feira da inauguração de um câmpus do IFB em Recanto das Emas (foto: Dênio Simões/Agência Brasília)
 

 

O governador Rodrigo Rollemberg reforçou a responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) sobre o desabamento do Eixão Sul. Durante a inauguração do novo câmpus do Instituto Federal de Brasília (IFB), no Recanto das Emas, ele ponderou que não dá para apontar culpado, mas insistiu que a manutenção DF-002 é de atribuição da autarquia.

 

Na tarde de quarta-feira (7/2), Henrique Luduvice, já exonerado do cargo de diretor do DER, havia atribuído à Novacap a culpa do acidente. Na manhã desta quinta-feira, servidores fizeram um protesto em frente à sede do departamento contra a demissão de Luduvice e contra a atribuição de culpa. Muitos portavam cartazes com os dizeres "A culpa não é nossa".

 

Rollemberg negou, ainda, que a demissão de Luduvice tenha ocorrido por causa de declarações do ex-diretor sobre os recursos do DF na obra. "Precisávamos de um perfil mais ligado à área de edificações, estrutura e cálculo", justificou. Márcio Buzar, novo diretor-geral do DER, é doutor em estruturas e construção civil pela Universidade de Brasília (UnB).

 

O governador rebateu as acusações de que havia dinheiro para obras no viaduto. Rollemberg reforçou os problemas financeiros do DF e disse que, por isso, teve de priorizar outras reformas. "Priorizamos viadutos como o da Rodoviária. Não é uma obra pequena".

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade