Publicidade

Correio Braziliense

Mulher é atingida por tiro de raspão dentro de ônibus em Ceilândia

A vítima estava dormindo no momento do assalto. Quando os bandidos tentaram pegar a bolsa dela, a mulher se assustou, puxou o objeto de volta e foi atingida pelo disparo


postado em 07/04/2018 09:51 / atualizado em 07/04/2018 10:32

O crime aconteceu na QNP 10, quando dois suspeitos entraram no coletivo e anunciaram o roubo(foto: Jonatan Vieira/Esp. CB/D.A Press)
O crime aconteceu na QNP 10, quando dois suspeitos entraram no coletivo e anunciaram o roubo (foto: Jonatan Vieira/Esp. CB/D.A Press)
 
Uma mulher levou um tiro de raspão no rosto durante assalto a ônibus em Ceilândia na manhã deste sábado (7/4). O crime aconteceu na QNP 10, quando dois suspeitos entraram no coletivo e anunciaram o roubo.  
 
A vítima estava dormindo no momento em que um dos assaltantes tentou pegar a bolsa dela, assustada, ela puxou o objeto de volta. Os criminosos pensaram que ela iria reagir e atiraram contra a cabeça da mulher.
 
O disparo atingiu a face dela, mas pegou de raspão. A mulher foi encaminhada ao Hospital Regional da Ceilândia (HRC) e, de acordo com informações da Polícia Militar, recebeu atendimento e seguiu para 23ª Delegacia de Polícia (P Sul) para prestar depoimento.  
 
Aos militares, testemunhas informaram que a dupla seguiu em direção ao Pôr do Sol. Até a última atualização desta reportagem, ninguém havia sido preso.  

Violência em ônibus 

Crimes em ônibus marcaram os primeiros três meses de 2018 no Distrito Federal. Em 13 de fevereiro, o jovem David de Brito foi empurrado de um ônibus em movimento, quando retornava para casa, em Planaltina. Ele voltava de um bloco de carnaval, que acontecia no Plano Piloto. Criminosos espancaram e arremessaram o rapaz do ônibus, porque ele não quis entregar o celular. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu 10 dias após o ocorrido. 
 
Claudineia Oliveira Teixeira, 37 anos, morreu atropelada após tentar fugir de um assalto dentro de um ônibus em Ceilândia. O crime ocorreu em 13 de março, por volta de 5h30, quando bandidos entraram no veículo na altura do setor P Sul e anunciaram o assalto. Ela teria se desequilibrado e caído na frente do próprio coletivo.  
 
Durante assalto, mãe e filha foram arremessadas para fora de um ônibus em Samambaia.Os bandidos teriam se irritado, porque a menina, de 8 anos, havia implorado para que eles não levassem o ovo de Páscoa dela. O crime aconteceu em 29 de março.  

Balanço de segurança 

Apesar dos registros, o número de roubo a veículos mostra queda no Distrito Federal. De acordo com o balanço de segurança de março, divulgado nessa sexta-feira (6/4) pela Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social (SSP-DF), esse tipo de crime caiu 23,6%. Em março do ano passado, foram 233 roubos, enquanto no mesmo período deste ano, 178 ocorrências passaram pelas delegacias da capital.   

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade