Publicidade

Correio Braziliense

Orla do Lago Paranoá ganha dois novos decks

O espaço de 6 km liga o Parque da Asa Delta ao Parque da Península, chegando ao Pontão do Lago Sul


postado em 20/05/2018 20:20 / atualizado em 20/05/2018 20:22

Mãe e filho, Tina Gandolfo e Bernardo Vilhena, aproveitam a manhã de domingo para praticar atividades físicas ao ar livre(foto: Isabella de Andrade/Esp. CB/D.A. Press)
Mãe e filho, Tina Gandolfo e Bernardo Vilhena, aproveitam a manhã de domingo para praticar atividades físicas ao ar livre (foto: Isabella de Andrade/Esp. CB/D.A. Press)

O projeto de ocupação e democratização do uso da orla do Lago Paranoá ganhou uma nova etapa neste fim de semana. Dois decks foram inaugurados pelo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, completando 6 km de área pública e livre para pedestres, ciclistas, famílias, crianças, jovens e esportistas de todas as idades. O novo espaço liga o Parque Asa Delta ao Parque da Península, chegando ao Pontão do Lago Sul. Durante a inauguração, o chefe do Executivo local destacou que a ideia é ampliar o uso da área pública da capital, destacando a importância de compartilhar os espaços da cidade.

Rollemberg destacou ainda o concurso internacional para apresentar uma proposta de uso inteligente e da orla, integrando-se ao projeto original de Brasília. “Espero que todos possam aproveitar e usufruir desse espaço, que é de todos. É uma alegria muito grande entregar esse espaço para a população de Brasília. Eu compreendo isso como um salto civilizatório, a cidade utilizar de maneira compartilhada seus espaços públicos. Essa é apenas a primeira parte”, destaca.
 
Depois da inauguração, o espaço foi preenchido por moradores que aproveitaram a manhã de domingo para praticar esportes e realizar atividades físicas ao ar livre. Jovens, adultos, famílias e atletas de diferentes idades utilizaram o deck no parque da Península do Lago Sul para correr, pedalar e caminhar. É o caso de Tina Gandolfo, 48, moradora do Lago Sul, produtora de acessórios de moda.
 
A artesã utiliza a orla do Lago em diferentes pontos para se exercitar frequentemente e, neste domingo (20/5), foi acompanhada do filho, Bernardo Vilhena, 14. “O espaço está muito bonito e veio para enriquecer o parque. Eu acho que devem construir esse projeto em outros pontos da cidade para atrair cada vez mais gente”, destaca.
 
Para César Mendes, o espaço é uma ótima possibilidade de lazer e encontro para moradores de todas as idades(foto: Isabella de Andrade/Esp. CB/D.A. Press)
Para César Mendes, o espaço é uma ótima possibilidade de lazer e encontro para moradores de todas as idades (foto: Isabella de Andrade/Esp. CB/D.A. Press)
 

Quem também aproveitou o domingo para caminhar com a família foi o jornalista César Mendes, 51, que percorreu a extensão do deck ao lado da filha Laura, 15, e do filho Leonardo, 6. Para ele, com o projeto o lago se torna ainda mais especial ao estar aberto a toda a população.
 
“Esse deck expandiu a área de circulação do parque, agora, podemos caminhar por uma faixa bem grande até chegar ao Parque Asa Delta”, destaca. Para ele, o ideal é que toda a orla da capital ganhe o mesmo cuidado, aumentando as possibilidades de lazer, ocupação e relação entre os moradores. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade