Publicidade

Correio Braziliense

Polícia identifica suspeito de matar mãe e filho na Rodoviária

O suspeito é Henrique Monteiro Gonçalves, 33 anos, e seria vendedor ambulante, assim como as vítimas. Familiar confirma que todos se conheciam


postado em 05/07/2018 11:43 / atualizado em 05/07/2018 16:44

Wellington Rodrigues Santos da Silva, 22, não resistiu aos ferimentos e morreu no local do crime(foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)
Wellington Rodrigues Santos da Silva, 22, não resistiu aos ferimentos e morreu no local do crime (foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)

A Polícia Militar identificou o suspeito de matar mãe e filho na Rodoviária do Entorno, localizada ao lado da Rodoviária do Plano Piloto e perto do Museu Nacional da República. A Polícia Civil confirmou que Henrique Monteiro Gonçalves, 33 anos, é apontado com o autor dos disparos que tiraram a vida de Maria Celia Rodrigues dos Santos, 38, e do filho dela, Wellington Rodrigues Santos da Silva, 22. O crime ocorreu por volta das 15h de quarta-feira (4/7).

Testemunhas que estavam no local do duplo homicídio relataram ao Correio que, antes dos tiros, Wellington e Henrique tiveram uma discussão. Wellington teria apontado um facão — encontrado pelos policiais ao lado do corpo dele — e apontado para o suspeito, que sacou a arma. A mãe e a irmã dele, Kerolyn Ketlen Moreira, 19, tentaram ajudá-lo e foram atingidas pelos disparos. A jovem foi levada ao Hospital de Base, onde passou por cirurgia na noite de quarta-feira (4). 

Henrique Monteiro Gonçalves é considerado foragido(foto: PCDF/Divulgação)
Henrique Monteiro Gonçalves é considerado foragido (foto: PCDF/Divulgação)
As vítimas são ambulantes na Rodoviária do Entorno, onde cada um vendia balinhas em um carrinho próprio, há cerca de quatro anos. O autor também é vendedor ambulante no local e é conhecido da família, como relatou filho e irmãos da vítima ao Correio.

Fuga

Após os disparos que mataram mãe e filho, testemunhas relataram que o homem correu do local e pegou um ônibus que seguia para Águas Lindas de Goiás. Durante o percurso, desceu no Buraco do Tatu, de acordo com a Polícia Militar. 

Henrique teria chegado à Rodoviária de carro, um Fiat Doblò Verde, que ficou no local. O veículo foi usado para traçar a identidade do suspeito. Ele é procurado e, agora, agentes esperam denúncias da população para chegar até o vendedor ambulante — que é conhecido onde tabalhava. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade