Publicidade

Correio Braziliense

Homens que fizeram abordagem a ônibus são mesmo policiais civis

Corregedoria da corporação apura se houve abuso de poder e, se confirmado, a dupla responderá na esfera cível


postado em 12/07/2018 14:25 / atualizado em 12/07/2018 18:22

A abordagem, feita por supostos policiais civis, ocorreu no Pistão Sul, em Taguatinga (foto: Arquivo pessoal)
A abordagem, feita por supostos policiais civis, ocorreu no Pistão Sul, em Taguatinga (foto: Arquivo pessoal)
 
Um dia após confirmar que o carro usado em uma abordagem intimidadora a um ônibus no Pistão Sul era mesmo uma viatura da corporação, a Polícia Civil informou, nesta quinta-feira (12/7), que os dois homens que participaram da ação fazem parte do quadro de servidores. A dupla é lotada no Complexo da Polícia Civil, no Parque da Cidade, informa a Divisão de Comunicação da Polícia Civil (Divicom).
 
Segundo o diretor da Divicom, Lucio Valente, no entanto, os nomes dos agentes não serão divulgados, ao menos por enquanto. "Eles são policiais civis, mas não terão a identidade revelada até o fim das investigações, que correm em sigilo na Corregedoria", justifica. 

Valente também esclarece que o carro que aparece nas filmagens pode ser usado por qualquer policial da corporação. "É um carro de uso para investigação, trabalho administrativo, atividade fim e muito mais. Qualquer policial pode usar essa viatura, desde de que autorizado por sua chefia", diz.

A abordagem, que aterrorizou os passageiros que estavam no veículo, ocorreu na sexta-feira (6/7). Com a confirmação de que os homens são policiais da corporação, os agentes da Corregedoria estão apurando o ocorrido. Se confirmado o abuso de poder, os policiais responderão na esfera cível. 
 
 

Carro no pátio

Na quarta-feira (11/7), a equipe da Tv Brasília, parceira do Correio Braziliense, flagrou o carro usado na abordagem violenta dos policiais no pátio da Delegacia de Polícia Especializada (DPE). No vídeo (assista abaixo), a repórter Jéssica Nascimento narra a perseguição. "Tem uma policial dentro desse carro. (...) Agora ela parou e a gente consegue visualizar", relata.
 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade