Publicidade

Correio Braziliense

"Agora consigo te matar", diz homem à ex-mulher ao tentar matá-la enforcada

Mulher vítima de tentativa de feminicídio tinha medida protetiva contra ex-marido. Ele arrancou a tornozeleira eletrônica antes do crime e conseguiu fugir


postado em 31/08/2018 10:33 / atualizado em 31/08/2018 23:07

(foto: Editoria de arte/CB/D.A Press)
(foto: Editoria de arte/CB/D.A Press)
Um homem de 34 anos é acusado de tentativa de feminicídio por ter estrangulando a ex-mulher. O crime aconteceu no Gama, na madrugada desta sexta-feira (31/8), quando o ex-marido descumpriu medida protetiva, foi até a casa da ex-esposa tentar assassiná-la. Antes de fugir ele rompeu o lacre da tornozeleira eletrônica e deixou o equipamento para trás. Segundo a Divisão de Comunicação da Polícia Civil (Divicom), ele chegou a dizer "agora consigo te matar". O pior só não aconteceu porque um amigo da vítima apareceu no momento da agressão.

Tudo aconteceu por volta das 3h30, quando o agressor foi até a casa da ex-companheira, de 26 anos, descumprindo a medida judicial proferida há cerca de um mês. Ele entrou na residência e agrediu a mulher, a estrangulando e ameaçando de morte. O amigo dela chegou em seguida e tentou conter o homem, que só parou de enforcá-la quando soube que a polícia estava a caminho.   

Naquele momento, o suspeito conseguiu arrancar a tornozeleira eletrônica e fugiu. A vítima foi até o posto da Polícia Militar de Engenho das Lajes registrar ocorrência e a PM a encaminhou para a 20ª Delegacia de Polícia (Gama). A Polícia Civil ouviu o depoimento da mulher, registrou a ocorrência e a levou para o Instituto de Medicina Legal (IML) para que ela fizesse exame de corpo de delito.

Na casa dele, a polícia encontrou a tornozeleira eletrônica retirada pelo acusado. De acordo com a Divicom, ele havia tido um relacionamento com a vítima durante sete anos. Até a publicação desta nota, o criminoso continuava foragido. 
 
Por nota, a Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social esclareceu que ao "detectar o rompimento da tornozeleira, o Centro Integrado de Monitoração Eletrônica (Cime) acionou imediatamente o Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), que enviou uma viatura da Polícia Militar à residência da vítima".
 
Ainda, a pasta informou que a Vara de Violência Doméstica foi acionada pela Subsecretaria do Sistema Penitenciário para que as medidas necessárias sejam tomadas quanto ao caso.  
 
Este foi o segundo caso de violência contra a mulher em 30 minutos, pois às 3h um outro ex-marido tentou agredir a ex-companheira, derrubando o portão da casa em que ela estava e a ameaçando de morte, em São Sebastião.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade