Publicidade

Correio Braziliense

Marido esfaqueia mulher em tentativa de feminicídio no Recanto das Emas

Ele chegou a deixar um corte profundo no braço da mulher, que conseguiu escapar e chamar a polícia


postado em 18/09/2018 09:15 / atualizado em 18/09/2018 14:51

Faca usada no crime foi apreendida pela PM(foto: Divulgação/PMDF)
Faca usada no crime foi apreendida pela PM (foto: Divulgação/PMDF)

Um homem de 28 anos tentou matar a mulher com golpes de facas na noite da última segunda-feira (17/8). A agressão ocorreu no Recanto das Emas, às 22h40. Ele começou uma discussão com a vítima, pegou a faca e partiu em direção dela, ameaçando-a de morte. O crime aconteceu na residência do casal e foi caracterizado como tentativa de homicídio, qualificada pelo feminicídio.

O acusado chegou a fazer um corte profundo na vítima, na região do braço, que ela usou para se proteger dos golpes. O homicídio só não aconteceu porque ela conseguiu fugir e chamar a polícia. Segundo a Comunicação Social da Polícia Militar, quando a equipe da corporação chegou ao local, encontrou a mulher ferida, mas consciente. 

Ela contou que havia entrado em luta corporal com o homem e conseguido tomar a faca. Em seguida, correu para fora de casa. Os policiais foram até a residência e encontraram o marido, que confirmou ter esfaqueado a esposa. O delegado responsável pelo caso, Renato Damasco, confirmou ao Correio a tentativa de feminicídio.

"Inicialmente, o caso chegou à delegacia como uma lesão corporal simples, fruto de violência doméstica. Mas nós apuramos e descobrimos que ela se qualificava como tentativa de feminicídio, quando o crime ocorre pelo gênero feminino da vítima."

O homem foi preso em flagrante pelo crime e levado para a 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas). Já a mulher, foi socorrida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. 
 

Crime que se repete

Uma semana antes deste caso, um crime bem semelhante aconteceu no Guará II. No último dia 12 de setembro, um homem de 19 anos feriu a companheira, de 24, com uma faca. O acusado estava extremamente agressivo quando iniciou uma briga com a mulher, tanto que resistiu à prisão e ameaçou matar os policiais com um "tiro na cara".

Ele foi preso por lesão corporal, injúria, desacato, resistência e enquadrado na Lei Maria da Penha. Por conta de casos como estes, uma matéria do Correio fez um mapa do feminicídio no DF. A reportagem mostrou que em 42% dos casos de feminicídio de 2018, o crime foi cometido por uma arma branca, como a faca.
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade