Publicidade

Correio Braziliense

Morte de candidato após teste físico da PM é segundo caso do tipo no DF

Em 2014, um policial militar morreu após fazer os testes físicos da PCDF. A história trágica se repetiu nesta quinta-feira (20/9), no concurso da PMDF


postado em 20/09/2018 11:03 / atualizado em 20/09/2018 11:40

Leonardo Oliveira não foi o primeiro a morrer ao realizar exame de aptidão física em concurso público no DF(foto: Reprodução/Facebook )
Leonardo Oliveira não foi o primeiro a morrer ao realizar exame de aptidão física em concurso público no DF (foto: Reprodução/Facebook )
A morte de Leonardo da Silva Oliveira, 31 anos, depois de passar mal durante o teste físico do concurso da Polícia Militar do Distrito Federal, na quarta-feira (19/9), não é a primeira ocorrência desse tipo em Brasília. Em janeiro de 2014, um soldado da própria Polícia Militar também faleceu depois de participar da prova física do concurso para escrivão da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). 

 

Na época, de acordo com a Divisão de Comunicação da Polícia Civil, Rafael Victor de Araújo, 30 anos, deu entrada no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), em estado grave e não resistiu. O exame de aptidão foi realizado na pista de atletismo do Colégio Elefante Branco, na Asa Sul.

 

Segundo afirmou a Secretaria de Saúde, também à época, ele recebeu atendimento no local do teste e foi levado para o HBDF, onde morreu em decorrência de problemas cardíacos. A banca do concurso era o Cespe/UnB, que informou na ocasião que o candidato apresentou atestado médico comprovando que estava apto à realização da prova e que ele foi prontamente atendido por uma equipe médica de plantão.

Entenda

Leonardo da Silva Oliveira faleceu hoje devido a um ataque cardíaco durante o Teste de Aptidão Física (TAF) da Policial Militar do Distrito Federal (PMDF), no Sesi de Taguatinga. O homem de 31 anos passou na prova escrita e realizava o teste de corrida na tarde da última quarta-feira (19/9), quando passou mal e foi atendido já no local. Segundo familiares, Leonardo foi levado para o Hospital Regional de Taguatinga, mas não resistiu.

O Teste de Aptidão Física é eliminatório e descarta candidatos que não atingirem os resultados necessários durante as etapas. Para estar apto, o concorrente deve passar por quatro exercícios, um teste em barra fixa, um teste de flexão abdominal, uma corrida de 12 minutos e uma prova de natação de 50 metros, a única que acontece em data diferente, dias depois dos outros três.

O teste de corrida é para ser feito em até 12 minutos e é realizado em pista de atletismo de 400m. Durante a corrida, o candidato não poderá se ausentar ou sair da área limitada da pista de corrida durante o teste. O candidato não poderá receber qualquer tipo de ajuda física e não é permitida segunda tentativa. Para os homens, a performance mínima a ser atingida é de 2.400m percorridos.

Antes de fazer os testes físicos do concurso público da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), o edital da seleção exigia de todos os candidatos a apresentação de atestado médico informando que o candidato está apto a realizar o esforço físico estipulado sem qualquer restrição. O exame deveria ser emitido no máximo em 15 dias anteriores aos testes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade