Publicidade

Correio Braziliense

Homem que ateou fogo na vizinha tem prisão convertida em preventiva

O suspeito foi preso em flagrante após incendiar a mulher e se trancar no próprio apartamento. Ele precisou ser rendido por policiais militares


postado em 03/10/2018 12:05 / atualizado em 03/10/2018 12:23

O suspeito afirmou sofrer de esquizofrenia e teria surtado no momento do ataque(foto: Marília Lima/Esp. CB/D.A Press)
O suspeito afirmou sofrer de esquizofrenia e teria surtado no momento do ataque (foto: Marília Lima/Esp. CB/D.A Press)

A Justiça converteu a prisão em flagrante do homem acusado de incendiar a vizinha em preventiva, que não tem prazo para acabar. A audiência de custódia ocorreu na manhã desta quarta-feira (3/10), no Tribunal do Júri e Vara dos Delitos de Trânsito de Sobradinho. O homem permaneceu algemado durante a oitiva, porque a Justiça considerou que ele poderia oferecer riscos aos presentes. Ao tomar a decisão, a juíza à frente da audiência, Lorena Alves Ocampos, destacou que houve materialidade do delito e ressaltou a periculosidade do acusado. Na manhã de terça-feira (2/10), em Sobradinho, o homem ateou fogo na mulher, quando ela saída de casa com o filho de 7 anos; se trancou no próprio apartamento e resistiu à prisão policial.  

Durante a audiência, a juíza interrogou o suspeito, uma testemunha e a vítima, que ficou com 12% do corpo queimado. Outro fator que levou a juíza a converter a prisão, foi a violência do suspeito no momento da abordagem policial. De acordo com ela, o homem teria até mesmo chamado os policiais de "bando de macacos". Ele deverá responder por feminicídio e homicídio qualificado tentado e resistência à prisão.  

Para justificar os atos, o acusado afirmou tomar remédio controlado e ter esquizofrenia. Segundo o homem, ele teria surtado no momento do ataque. A defesa dele solicitou à juíza que ele fosse encaminhado a Ala de Tratamento Psiquiátrico do presídio (ATP). Por fim, a juíza determinou que o sistema prisional conceda inspeção médica urgente no suspeito, que toma medicação controlada, de acordo com ele.  

Entenda o caso  

Um homem ateou fogo em uma vizinha na manhã desta terça-feira (2/10), em Sobradinho. O caso aconteceu às 7h20, na Quadra 2 da cidade, quando a vítima, de 33 anos, saía para trabalhar. Ela encontrou com o homem embaixo do prédio e foi atacada. A mulher foi socorrida e encaminhada ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran). O suspeito se trancou dentro do próprio apartamento, que precisou ser invadido por militares, que o prenderam. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade