Publicidade

Correio Braziliense

Fraga foca em campanha nas redes sociais na véspera da eleição

O candidato cumpriu alguma agendas pela manhã e decidiu ficar em casa a tarde


postado em 06/10/2018 15:12 / atualizado em 06/10/2018 15:22

(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)

Na contramão de seus adversários na corrida pelo Buriti, o candidato Alberto Fraga (DEM) decidiu manter uma agenda mais regrada neste último dia de campanha. Pela manhã, fez uma caminhada por Ceilândia. Logo depois, se reuniu com um grupo de policiais militares em seu comitê e depois teve um encontro com as mulheres que trabalharam em sua campanha.

No período da tarde, Fraga optou por ficar em casa e trabalhar apenas as redes sociais. O candidato acredita que o que tinha que ser feito já foi feito. "Tivemos 45 dias para trabalhar e não acredito nessa coisa de última hora. Ficar até o apagar das luzes não vai mudar nada", disse.

Esperança no segundo turno

Sobre as expectativas para o resultado das eleições, Fraga torce por um segundo turno, para, de acordo com ele, "desmascarar aquele que todos sabem como chegou bem durante a campanha". Ele se refere ao adversário Ibaneis Rocha (MDB), atual líder de pesquisas no DF. "A população brasilense pode correr o risco de eleger uma pessoa que tudo o que quer compra. Acho bom a eleição já acabar amanhã, porque daqui uns dias ele já estaria com 200% nas pesquisas de forma comprada", apontou o democrata.

Para Fraga, esta eleição está sendo totalmente diferente das anteriores. Ele destaca que a população tem cobrado renovação e novas caras. No entanto, ele acredita que, desta vez, alguns candidatos têm usado do poder econômico para se promover e aparecer mais que o concorrentes.


Impacto na campanha


Sobre as condenações que surgiram nos últimos dias, de um suposto recebimento de propina, quando foi Secretário de Transporte e também pela prática de concussão, o candidato afirma que gerou impacto em sua campanha. “Eu estava bem posicionado nas pesquisas e isso pode ter nos atrapalhado na sequência de crescimento, mas a gente mantém a esperança no segundo turno”, reforçou Fraga.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade