Publicidade

Correio Braziliense

Jiboia criada sem autorização é apreendida em Ceilândia

O Batalhão Ambiental afirmou que a dona vai ser autuada por não ter a documentação necessária para criar o animal


postado em 26/10/2018 22:50 / atualizado em 26/10/2018 22:53

A cobra era criada sem autorização do Ibama e foi achada às margens da BR-070 pela dona(foto: PMDF/Divulgação)
A cobra era criada sem autorização do Ibama e foi achada às margens da BR-070 pela dona (foto: PMDF/Divulgação)

Uma jiboia foi apreendida pelo Batalhão Ambiental da Polícia Militar (BPMA) por estar sendo criada sem as devidas autorizações ambientais. O flagrante aconteceu na noite desta sexta-feira (26/10), em uma casa na QNO 18, em Ceilândia. De acordo com o batalhão, as ações de fiscalização contra criações irregulares foram intensificadas após o episódio envolvendo outra jiboia que fugiu de um apartamento em Águas Claras e só foi encontrada quase duas semanas depois, na entrada do prédio. 

De acordo com os militares que resgataram a jiboia em Ceilândia, a dona afirmou que teria achado a cobra nas margens da BR-070  há aproximadamente um ano e que resolveu criar o animal, que tinha aproximadamente um metro de comprimento. 

A cobra foi levada para o Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres (Cetas). A mulher foi autuada por crime ambiental e liberada após assinatura de um termo circunstanciado.  

Relembre o caso em Águas Claras


No início de outubro, outra jiboia causou pânico aos moradores do prédio Via Majestic, em Águas Claras. Ela havia fugido por um buraco do apartamento onde morava, no 28º andar, e chegou a ser vista dentro do armário de uma vizinha, do 23º andar, dez dias depois. 

De acordo com o BPMA, o  dono da jiboia não tinha autorização para criá-la e por isso assinou uma ocorrência policial que foi levada ao Ministério Público. Pela lei, ele pode ficar preso de três meses a um ano e pagar multa que varia de R$ 500 a R$ 5 mil.  
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade