Publicidade

Correio Braziliense

Após iniciar o dia em missa, Ibaneis Rocha vota em escola no Lago Sul

Líder das pesquisas, o candidato disse, depois de ir às urnas, lamentar as acusações que ouviu durante a campanha


postado em 28/10/2018 10:56 / atualizado em 28/10/2018 23:58

Ver galeria . 18 Fotos Ed Alves/CB/D.A Press
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press )

O candidato a governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB) passou em casa, na QI 11, antes de ir para o local de votação. Ele deixou a mulher, Mayara Noronha e, em seguida, seguiu para a zona eleitoral onde vota, na Escola Francesa, na QI 21. Antes, o concorrente começou o dia em missa na Paróquia Sagrado Coração de Jesus Nossa Senhora das Mercês.

Ibaneis chegou ao local por volta das 10h14, mas ficou esperando os filhos João Pedro e Caio chegarem. O ex-vice governador Tadeu Filippelli levou a mulher para votar na mesma zona. Às 10h45, o candidato a governador já havia registrado suas opções nas urnas e falou com a imprensa.

Em tom pacificador, disse lamentar as acusações que ouviu durante a campanha e afirmou que a escolha de não participar dos debates no fim do segundo turno foi do adversário, Rodrigo Rollemberg, candidato à reeleição, que adotou uma postura muito combativa.

Ibaneis disse, ainda, que, se eleito, prorizará a saúde. “A saúde não espera. As escolas, temos tempo para fazer as licitações. Mas a saúde é urgente”, afirmou. O candidato passará a tarde em casa, com a família, e acompanhará os resultados do segundo turno no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. 

Filippelli também comentou o segundo turno. “É um dia normal. Tudo correu muito bem e a expectativa é pela vitória do Ibaneis", disse. Questionado disse que, para presidente, vota em Jair Bolsonaro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade