Publicidade

Correio Braziliense

GDF nega recurso da Havan para instalação de estátua na loja do SIA

O monumento da empresa fere o plano diretor de publicidade da região administrativa, que prevê monumentos de até 12 metros de altura. A estátua da loja é quase três vezes maior do que o permitido


postado em 08/11/2018 12:25 / atualizado em 09/11/2018 11:04

A estátua da empresa é quase três vezes maior do que o permitido por lei(foto: Havan/Divulgação )
A estátua da empresa é quase três vezes maior do que o permitido por lei (foto: Havan/Divulgação )
A disputa para a instalação da estátua da primeira loja Havan de Brasília continua. Nesta quarta-feira (7/11), o Governo do Distrito Federal (GDF) negou recurso da empresa para a instalação da estátua de 35 metros de altura. A peça já havia sido barrada pela Administração do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) por ser maior do que está previsto em lei. 

De acordo com o Decreto n° 29.413/2018, que dispõe sobre o plano diretor de publicidade no Plano Piloto e nas regiões administrativas, esses projetos devem ter altura de 12 metros, praticamente um terço do tamanho da Estátua da Liberdade da loja.  

A Administração do SIA ainda consultou o Instituto do Patrimônio Histórico e Artística Nacional (Iphan), que emitiu parecer favorável à decisão de não instalar a estátua, marca registrada da empresa. De acordo com o Iphan, a loja deve obedecer a lei.  

A assessoria de imprensa da Administração do SIA comunicou que, caso a empresa queira instalar a estátua, deverá se adequar e reduzir o tamanho da estátua para 12 metros de altura. 
 
Em nota, a Havan comunicou que quando o projeto de instalação da loja foi protocolado já constava a estátua. O texto ainda ressalta que a empresa apresentará, ainda nesta quinta-feira (8/11), um pedido de reconsideração.  
 

Inauguração 

No sábado (3/11), ocorreu a inauguração da primeira loja da Havan em Brasília. No SIA, o dia foi movimentado e o grande fluxo de pessoas impactou o trânsito nos arredores do local. Antes mesmo do estabelecimento abrir, filas se formaram em frente à loja. Imagens e fotos circularam nas redes sociais mostrando o aglomerado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade