Publicidade

Correio Braziliense

Polícia resgata 18 aves silvestres que eram criadas sem autorização

Quatro pessoas foram autuadas por crime contra a fauna. Este é o terceiro caso nesta semana


postado em 02/12/2018 21:20 / atualizado em 02/12/2018 21:23

19 gaiolas e 18 pássaros diferentes foram encontrados. Órgãos responsáveis vão avaliar a possibilidade de retorno à natureza(foto: Divulgação / PMDF)
19 gaiolas e 18 pássaros diferentes foram encontrados. Órgãos responsáveis vão avaliar a possibilidade de retorno à natureza (foto: Divulgação / PMDF)
O Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) autuou, neste domingo (2/12), quatro pessoas em São Sebastião por crime contra a fauna. Os quatro criavam, dentro de casa e sem documentação, aves silvestres. Ao todo, 18 pássaros foram apreendidos: cinco azulões, dois pintassilgos, três trinca-ferros, quatro papa-capins, um bigodinho, dois periquitos da asa azul e um encontro, que estava com a pata machucada. Dezenove gaiolas foram encontradas.
 
Os animais foram levados ao Centro de Acolhimento Provisório de Animais (Ceapa) e de lá serão entregues ao Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama, que deve avaliar se eles têm condições de voltar à natureza.
 
Os criadores não foram presos, mas assinaram termos circunstanciados junto à Polícia Militar (PMDF). Eles agora vão responder a processo por crime contra a fauna. Se condenados, terão pena prevista entre três meses e um ano de detenção, mais pagamento de multa.
 

Resgates 

 
Este é o terceiro caso envolvendo aves nesta semana. Na sexta-feira (30/11), diversos pássaros foram resgatados de uma chácara em Sobradinho. Já na segunda-feira (26/11), 25 aves silvestres foram encontradas em cativeiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade