Publicidade

Correio Braziliense

Calçada desaba em frente a Parque de Taguatinga e trecho é interditado

Rompimento de galeria de captação de águas pluviais causou desmoronamento. Caesb, Novacap e Defesa Civil interditaram espaço por causa dos riscos na estrutura


postado em 23/12/2018 09:40 / atualizado em 23/12/2018 13:19

Detran interditou trecho da pista com cones para avaliar possíveis riscos causados pelo desmoronamento(foto: Reprodução/CBMDF)
Detran interditou trecho da pista com cones para avaliar possíveis riscos causados pelo desmoronamento (foto: Reprodução/CBMDF)
Na manhã deste domingo (23/12), parte de uma calçada em frente ao Parque Ecológico Saburo Onoyama, em Taguatinga Sul, desmoronou devido ao rompimento de uma galeria de captação de águas pluviais. O incidente fez com que o Departamento de Trânsito (Detran) interditasse o trânsito em um trecho da pista em frente ao deslizamento de terra, na QSD 8. Até o momento, não há informações de que o desabamento tenha comprometido a estrutura da pista.
 
 
O órgão também apontou as fortes chuvas ocorridas durante a noite de sábado (22/12) em Taguatinga como outra causa do desabamento. Para a segurança dos condutores e pedestres, agentes da fiscalização de trânsito do manterão o local sinalizado com cercas de bloqueio. O Detran alerta os condutores a evitarem a circulação pelo local até a recuperação do trecho.
 
Equipes da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros também estiveram no local. Após vistoria, a galeria foi interditada por causa dos riscos na estrutura. Nenhuma pessoa transitava na calçada no momento em que ela caiu.
 
A Caesb informou que o desmoronamento deslocou e rompeu uma rede de águas pluviais que atende o parque ecológico. Segundo a companhia, o ramal de água é pequeno, de 32mm. Contudo, o sistema já foi consertado. No local, também passa uma rede de esgoto antiga que está desativada.
 

Desmoronamento em Vicente Pires há um mês

Em novembro deste ano, parte da Estrada Parque Vicente Pires cedeu após o Córrego Samambaia transbordar. O incidente aconteceu no trecho que passa por trás de Águas Claras e que dá acesso à Estrada Parque Taguatinga (EPTG) na altura do Viaduto Israel Pinheiro. A água tomou os dois sentidos da pista. 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade