Publicidade

Correio Braziliense

Pai de duas das três crianças mortas em acidente está em coma

Tragédia aconteceu na manhã de sexta-feira (21/12), quando Graciomar Alecrim da Silva, 40 anos, levava os dois filhos e um sobrinho para Sete Lagoas (MG). Família morava em São Sebastião


postado em 23/12/2018 11:01 / atualizado em 23/12/2018 11:19

Carro em que Graciomar levava as três crianças ficou completamente destruído(foto: Reprodução/Arquivo pessoal)
Carro em que Graciomar levava as três crianças ficou completamente destruído (foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

É grave o estado de saúde do motorista envolvido no acidente que deixou três crianças mortas na manhã da última sexta-feira (21/12). De acordo com familiares, Graciomar Alecrim da Silva, 40 anos, está internado em coma no Hospital Municipal de Paracatu (MG), cidade onde aconteceu a tragédia. Graciomar e as crianças moravam em São Sebastião e viajavam para a mineira Sete Lagoas para passar o Natal quando ele perdeu o controle da direção e bateu em um caminhão de gás no km 153 da rodovia MG-188, na altura do Posto da Branca, distante 210 km do centro de Brasília.


O acidente aconteceu por volta das 7h40 de sexta-feira. Graciomar levava os filhos Isabela Duarte Silva, 10, e Renato Duarte Silva, 13, além do sobrinho Hudson Henrique Queiroz de Fonseca, 8. Eles saíram de São Sebastião às 4h. O carro da família, um Fox vermelho, derrapou e atingiu em cheio um caminhão que vinha no sentido contrário. Familiares das vítimas, que viajavam em outro carro, testemunharam a tragédia.

"O Graciomar perdeu o controle do carro após passar por um trecho onde havia uma ondulação na pista. Ele até tentou segurar o carro, mas o caminhão de gás estava muito próximo", lamentou o vigilante José Maria Duarte, 57, tio de Isabela e Renato.

O caminhoneiro não conseguiu desviar e acertou a parte de trás do automóvel. O carro de Graciomar ainda colidiu em uma árvore depois da batida. Com o impacto, as crianças foram jogadas para fora do veículo e morreram no local. Todas usavam cintos de segurança.

O motorista do caminhão também perdeu o controle da direção e o veículo entrou na mata às margens da pista. Ele bateu em algumas árvores e a frente do caminhão ficou destruída. No entanto, o caminhoneiro sofreu apenas escoriações.

Crianças foram enterradas no sábado

Os irmãos Isabela e Renato Duarte Silva foram enterrados na Cidade Ocidental (GO)(foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D. A. Press)
Os irmãos Isabela e Renato Duarte Silva foram enterrados na Cidade Ocidental (GO) (foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D. A. Press)

 

As três crianças foram sepultadas no sábado (22/12): Isabela e Renato, no cemitério da Cidade Ocidental (GO); e Hudson Henrique, no Campo da Esperança, na Asa Sul. Familiares de Isabela e Renato lotaram o cemitério do município goiano para se despedir das crianças.

Tia de Isabela e Renato, a técnica em contabilidade Luciene Martins, 34, contou que a família planejava fazer uma festa de aniversário para Renato, que completaria 14 anos em 31 de dezembro. "Estávamos muito animados. O Renato queria reunir os primos e os amigos nesse dia. Todo fim de ano costumava ser motivo de comemoração para todos nós, mas agora, isso não será possível. É difícil explicar o tamanho da dor que estamos sentindo. Meus sobrinhos eram maravilhosos", lamentou.

 

Segundo a mulher, a família está devastada. "Isabela e Renato eram muito amorosos e carinhosos com a mãe. Dois filhos nota mil. Será difícil superar as perdas", comentou.

Amigo de Renato, João Pedro do Nascimento, 14, também foi ao enterro. Ele disse ter perdido o seu "melhor companheiro". "Nós estávamos juntos em qualquer situação. Eu sei que poderia contar com ele para tudo. Sentirei falta de tudo. Parece que tiraram um pedaço de mim."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade