Publicidade

Correio Braziliense

Meia hora depois de matar ex-esposa, homem se declara em rede social

"Com ela a minha vida muda te amo princesa", escreveu Ricardo Rodrigues, 21 anos, minutos após matar a ex-companheira a facadas


postado em 25/12/2018 22:34

Natacha Cristina Rocha dos Santos, 22 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu sendo atendida por bombeiros(foto: Arquivo pessoal)
Natacha Cristina Rocha dos Santos, 22 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu sendo atendida por bombeiros (foto: Arquivo pessoal)
Meia hora depois de matar a ex-esposa a facadas e ferir a irmã dela, Ricardo Rodrigues, 21 anos, publicou em rede social uma foto com a vítima, Natacha Cristina Rocha dos Santos, 22, dizendo que o relacionamento com a mulher muda a vida dele. O crime aconteceu no Setor Norte da Cidade Estrutural, após festa de Natal, nas primeiras horas desta terça-feira (25/12). O homem segue foragido. A Polícia Civil investiga o caso como feminicídio e tentativa de homicídios.

Ricardo se declara para ex-esposa após matá-la a facadas(foto: Arquivo pessoal)
Ricardo se declara para ex-esposa após matá-la a facadas (foto: Arquivo pessoal)
Na publicação, Ricardo escreve que "com ela a minha vida muda te amo princesa (sic)". Minutos antes, segundo relato de familiares e testemunha, o suspeito chegou alterado em frente ao prédio da ex-companheira e, após discussão, pegou uma faca e atacou as vítimas. “Ele estava louco, atrás de drogas. Tinha uma arma caseira e a faca. De repente, atacou primeiro a (irmã). Só que Natacha tentou intervir. Nesse momento, Ricardo deu uma facada no coração dela. Depois de fazer isso, entrou no carro e saiu desesperado. Desde então, ninguém sabe dele”, contou uma parente, que não quis se identificar.

Um casal que passava de carro na proximidade do prédio escutou os pedidos de socorro dos familiares da vítima e colocaram as vítimas no carro à procura de um hospital. Em uma primeira parada, levou as mulheres ao Hospital Regional do Guará, mas a falta de um cirurgião impossibilitou o atendimento. 

Ainda no Guará, o casal encontrou o grupamento do Corpo de Bombeiros e solicitou o atendimento. Natacha chegou a ser atendida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no quartel. A irmã de Natacha foi internada em uma unidade de saúde, fora de risco.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade