Publicidade

Correio Braziliense

Ameaça de ataque terrorista deixa moradores de Brazlândia assustados

A ameaça, postada na internet, fala em detonar explosivos em igrejas da cidade na noite do dia 31. Polícia Civil e Polícia Federal acompanham o caso


postado em 27/12/2018 16:56

Santuário Menino Jesus de Praga, na frente do qual explosivos foram encontrados na noite de véspera de Natal(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
Santuário Menino Jesus de Praga, na frente do qual explosivos foram encontrados na noite de véspera de Natal (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
As ameaças de ataques terroristas contra igrejas de Brazlândia na noite de réveillon assustam moradores e comerciantes da região administrativa. Um usuário da rede social Instagram, que se identifica como Terrorista de Brazlândia, fala na instalação de seis bombas a serem detonadas na noite de 31 de dezembro. A Polícia Civil do Distrito Federal investiga o caso, que merece a atenção também da Polícia Federal. 

O que tornam as ameaças ainda mais assustadoras é o fato de o perfil na internet afirmar ser o responsável pelo explosivo que foi encontrado em frente ao Santuário Menino Jesus, na noite do dia 24. Uma equipe da Polícia Militar constatou que dentro de uma mochila deixada em frente a igreja havia um tubo com pólvora e pregos. O Correio apurou que também foi achado um detonador que, aparentemente, não funcionou.
 
Vendedora de uma loja em frente à igreja, Karyne Alcântara, 21 anos, disse ter tido dificuldade de acreditar que haviam deixado de fato uma bomba a poucos metros de onde trabalha. "A gente sabe desse tipo de caso em outros países, não tão perto assim. Estou com medo de ser vítima, ainda mais porque a gente trabalha em frente à igreja. Algum familiar meu pode passar pelo local também", diz.

Outra que demonstra apreensão é Natacha Ribeiro, 20 anos, moradora de Brazlândia. Ela teme que haja mais de uma pessoa envolvida na ação. "Sei que tem gente que é capaz de fazer isso tudo sozinha. Mas, pela dimensão, acho que é um grupo", ressalta. O desejo da jovem é que os responsáveis sejam presos o quanto antes. "A gente quer dormir em paz. Eles estão mexendo com o único patrimônio histórico da nossa cidade (o santuário é o segundo maior templo católico do país, com capacidade para 15 mil pessoas). Alguma coisa precisa ser feita. Estamos muito preocupados", completa.
 
Apesar da apreensão relatada por moradores, o cotidiano na cidade não parece ter sido muito afetado. Dono de uma barbearia na mesma área da cidade, Weidman Silva, 24 anos, diz que a notícia não afetou o comércio. "As pessoas têm vindo normalmente", conta. Segundo ele, que não se diz muito assustado, muita gente achou, no início, que se tratava de um alarme falso. Com a confirmação de que o dispositivo do dia 24 era mesmo uma bomba, muitos ficaram preocupados. 

PF vasculhou Brazlândia

O dispositivo encontrado na véspera do Natal acabou detonado pela própria PM, em segurança. O fato fez a Polícia Federal acompanhar o caso e agentes chegaram a visitar Brazlândia em busca de outros dispositivos. Nada estranho, contudo, foi encontrado. O Correio apurou que a PF não descarta a possibilidade de o perfil na internet ser apenas uma forma de desviar a atenção das autoridades para ataques que estejam sendo planejados em outros locais do Distrito Federal. O alerta fica ainda maior com a proximidade das posses de Ibaneis Rocha e Jair Bolsonaro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade