Publicidade

Correio Braziliense

Ibaneis vai a primeiro dia de mutirão de ações no DF após lançar programa

Houve corte de grama e poda de árvore no Itapoã, em Taguatinga, Samambaia e Ceilândia. Programa SOS DF promete ser carro-chefe de governador nos primeiros dias de gestão


postado em 05/01/2019 10:23 / atualizado em 05/01/2019 11:17

Primeiras ações aconteceram no Itapoã, em Taguatinga e em Samambaia(foto: Fotografia/GDF)
Primeiras ações aconteceram no Itapoã, em Taguatinga e em Samambaia (foto: Fotografia/GDF)
Um dia depois de lançar o programa SOS DF, projeto que promete ações emergenciais em áreas como saúde, segurança, obras e educação, o governador Ibaneis Rocha (MDB) acompanhou os trabalhos de corte de grama e poda de árvore no Itapoã, Taguatinga, Samambaia e Ceilândia.
 
Ele está junto do secretário de Obras, do presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e do diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF). O intuito é identificar problemas como falta de plantio de grama, bueiros entupidos, meio-fio quebrado e acúmulo de lixo. 
  
O programa foi anunciado na manhã de sexta-feira (4/1), em Ceilândia, e promete ser o carro-chefe do emedebista nos primeiros dias de gestão. Ibaneis deu um prazo de 100 dias para mudar o perfil de atendimento ao público nas cidades do DF. 

O SOS DF, de acordo com o GDF, deve figurar como uma ação conjunta de todas as secretarias e empresas do governo. O governo de Ibaneis ainda analisa o orçamento disponível a fim de acelerar o andamento das obras deixadas pela gestão de Rodrigo Rollemberg (PSB), como o Trevo de Triagem Norte (TTN).
 
Equipes podaram árvores e cortaram gramas(foto: Fotografia/GDF)
Equipes podaram árvores e cortaram gramas (foto: Fotografia/GDF)
 
Mas o programa não abrange só a infraestrutura. Entre as medidas de destaque Ibaneis indicou a reforma de 200 creches e a contratação de servidores aposentados da saúde, da segurança e da educação por meio do pagamento de gratificações. 

Além disso, conforme o governador, a gestão inicia, na segunda-feira (7/1), um mutirão de cirurgias. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade