Publicidade

Correio Braziliense

MPDFT envia recomendação ao governador do DF para organização do carnaval

Plano de Apoio ao Carnaval de Brasília deve ser apresentado pela Secretaria de Cultura até 25 de janeiro


postado em 22/01/2019 16:19 / atualizado em 22/01/2019 16:19

Foliona fantasiada comemorando o carnaval(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Foliona fantasiada comemorando o carnaval (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
 

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) emitiu recomendação ao Governo do Distrito Federal (GDF) para o planejamento do carnaval. O documento, enviado ao governador do DF, Ibaneis Rocha, na sexta-feira (18/1) e às secretarias de Cultura, Turismo, Meio Ambiente, Segurança Pública e Paz Social, traz como principais orientações a manutenção da segurança, do patrimônio público e do meio ambiente. Pede ainda que o Plano de Apoio ao Carnaval de Brasília, que deve ser elaborado pela Secretaria de Cultura do DF, seja enviado para todos os órgãos envolvidos até 25 de janeiro.

 

A Lei Distrital n° 4092 de 2008, mais conhecida como Lei do Silêncio, proibiu o uso de fonte móvel de emissão sonora em locais estritamente residenciais ou perto de hospitais, escolas e bibliotecas. Empresário e organizador do Galinho, Romildo de Carvalho Júnior afirma que é importante a organização e o planejamento "para fazer o carnaval que Brasília merece". "Existe uma tradição, existe um país todo que comemora o carnaval em todos os seus cantos e com todos os seus encantos. Deve haver uma certa flexibilidade para aceitar algumas manifestações”, observa. 

 

De acordo com a Secretaria de Cultura do Distrito Federal, existem 55 blocos carnavalescos classificados entre pequeno, médio, grande e mega porte. A divisão desses blocos durante o carnaval da cidade, recomendada pelo documento emitido pelo MPDFT e sugerida pela Secretaria de Cultura em reunião em 17 de janeiro, se dará possivelmente em quatro pontos: Setor Comercial Sul, Setor Bancário Norte, imediações do Estádio Mané Garrincha e do Museu Nacional.

 

Os locais de aglomeração definitivos devem respeitar a legislação relacionada a horários, ruídos e níveis de circulação de pessoas. A pasta deve detalhar todos os pontos do planejamento do carnaval deste ano no Distrito Federal ainda esta semana. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade