Publicidade

Correio Braziliense

Polícia procura suspeitos de espancar irmãos em Santa Maria

André Fernandes e Anderson Fernandes foram agredidos na madrugada de domingo (27/1). André não resistiu aos ferimentos e Anderson segue internado em estado crítico


postado em 28/01/2019 16:29 / atualizado em 28/01/2019 19:41

Os dois estavam uma festa em casa e foram agredidos depois de saírem para comprar bebidas em uma distribuidora(foto: Reprodução/Facebook)
Os dois estavam uma festa em casa e foram agredidos depois de saírem para comprar bebidas em uma distribuidora (foto: Reprodução/Facebook)
Agentes da 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria) ainda estão à procura de suspeitos e em busca de informações a respeito do caso de espancamento de dois irmãos na madrugada de domingo (27/1). André Fernandes, 40 anos, e Anderson Fernandes, 39, foram agredidos depois de saírem de casa para ir a uma distribuidora de bebidas. O mais velho não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. O outro segue internado em estado grave no Hospital de Base. 

Segundo a Polícia Civil, o crime aconteceu entre 4h15 e 5h, na Quadra 318. Os irmãos estavam em uma festa na casa da namorada de Anderson e teriam saído para comprar bebidas em uma distribuidora perto dali. Os dois foram encontrados no chão, em um beco, e apresentavam vários ferimentos. Uma equipe do Corpo de Bombeiros levou as vítimas ao Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), mas André não resistiu. O sepultamento dele ocorre nesta segunda-feira (28/1), às 17h, no Cemitério do Gama. 

Familiares e amigos se despedem de André Fernandes, no Cemitério do Gama(foto: Pedro Canguçu/Esp. CB/D.A Press)
Familiares e amigos se despedem de André Fernandes, no Cemitério do Gama (foto: Pedro Canguçu/Esp. CB/D.A Press)
Amigo de André e Anderson há mais de 20 anos, o segurança pessoal Cláudio Renato Martins, 42, contou que familiares e amigos ainda não têm ideia do que possa ter motivado o espancamento. "São duas pessoas trabalhadoras, tranquilas e que nunca tiveram problemas envolvendo a polícia. Eles nunca foram de confusão", relatou.

Cláudio Renato afirmou que, embora apresente situação estável, Anderson está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Base. "Um dos médicos disse que as próximas 48 horas vão determinar o quadro dele. Se continuar estabilizado, será um grande avanço. Ele está com machucados na região da cabeça, com dentes quebrados e com o rosto desfigurado. Os dois ficaram irreconhecíveis", lamenta o amigo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade