Publicidade

Correio Braziliense

Governo reserva área de 800 hectares em Sobradinho para parque da Disney

Proposta de instalação de parque da Disney no DF ainda está em fase muito inicial, mas o GDF já tem uma área destinada ao empreendimento, caso ele se concretize


postado em 05/02/2019 10:34 / atualizado em 05/02/2019 13:00

Turista se diverte com Mickey em parque da Disney em Tóquio(foto: Yoshikazu Tsuno/AFP)
Turista se diverte com Mickey em parque da Disney em Tóquio (foto: Yoshikazu Tsuno/AFP)
Os imponentes parques temáticos da Disney podem estar a caminho de Brasília. O GDF confirmou, na segunda-feira (4/2), que articula com empresários para que um empreendimento vinculado à gigante do entretenimento chegue à capital. Apesar de ainda se tratar de um estudo muito inicial, o governo já reservou até um espaço para a instalação do parque: 800 hectares em Sobradinho, onde se localizava o antigo Polo de Cinema e Vídeo Grande Otelo.

O desejo de instalar um parque da Disney no DF é antigo. Há anos, a proposta é ventilada por investidores e divide opiniões da população, mas nunca saiu do papel. Para incentivar a chegada do parque, é provável que o governo ofereça investimentos em infraestrutura e melhorias no transporte público destinado ao espaço. 

A expectativa é de que, caso o projeto se concretize, Brasília receba grande número de turistas, graças à boa infraestrutura que oferece, principalmente aeroportuária. Com isso, poderia haver geração de empregos e aquecimento da economia local. Além do parque, seriam instalados restaurantes e hotéis nas proximidades do empreendimento.
Na segunda-feira, houve uma reunião entre a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, e o secretário de projetos especiais, Everardo Gueiros, para tratar do assunto. Os detalhes não foram divulgados.

Em outros países

Além dos parques nos Estados Unidos, a Disney tem empreendimentos em outros países. Hong Kong e Xangai (China), Tóquio (Japão), e Paris (França) são exemplos de cidades que contam com a atração da empresa de diversão. Em todas essas cidades, o investimento deu certo. Os parques ostentam filas para entrada dos visitantes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade