Publicidade

Correio Braziliense

Homem que tentou invadir escola é encontrado após fugir de internação

Ele foi encontrado por volta das 19h20, na 707 Norte. Policiais encaminham o ex-policial civil para o Hran, que ficará responsável pela transferência ao hospital psiquiátrico


postado em 11/02/2019 19:55 / atualizado em 11/02/2019 20:26

(foto: Material cedido ao Correio)
(foto: Material cedido ao Correio)

 

O ex-policial civil de 49 anos que fugiu de uma ambulância para não ser internado involuntariamente foi encontrado na 707 Norte, por volta das 19h20 desta segunda-feira (11/2). O homem será levado ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran), que fica responsável pela transferência para o hospital psiquiátrico. Ele é suspeito de tentar invadir uma escola na Asa Norte duas vezes na semana passada.

 

De acordo com o delegado Laercio Rossetto, chefe da 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte), apenas a Secretaria de Saúde pode realizar o encaminhamento do acusado. Contudo, ressalta que está "priorizando o caso e fazendo tudo que lei permite para trazer tranquilidade à comunidade da Asa Norte."

 

Correio apurou que o ex-policial estava com a irmã na parte de trás da ambulância, que seguia para o Hospital São Vicente de Paulo, em Taguatinga Sul. Por falta de funcionários do quadro do Hran, não houve o acompanhamento de um técnico em enfermagem.Quando passavam pela Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig), o motorista reduziu a velocidade para passar por um quebra mola. Neste instante, o homem se soltou e fugiu. A irmã não teria impedido a ação. 

 

Em nota, o Hran informou que o leito no hospital sugiu nesta segunda-feira (11) e que houve admissão do homem. "A remoção entre as unidades transcorria em uma ambulância, e o paciente estava contido e acompanhado de um padioleiro (profissional que transporta pacientes em maca) e da irmã. Porém, ele conseguiu desamarrar a contenção e evadiu-se. A direção do Hran acionou a Polícia Civil que investiga o caso", informa o texto.  

 

A pasta ainda não informou quando o homem será levado novamente para o hospital psiquiátrico e quais medidas serão tomadas para evitar uma nova fuga. Ainda, não esclareceu o que será feito para manter a segurança de pacientes e funcionários do Hran. 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade