Publicidade

Correio Braziliense

Paciente com esquizofrenia dribla segurança e foge do HRT sem ser percebida

Mulher de 52 anos havia sido levada ao hospital com sinais de surto psicótico, mas conseguiu escapar após ser medicada


postado em 19/05/2019 17:57 / atualizado em 19/05/2019 19:55

Caso é a segunda polêmica envolvendo o HRT no fim de semana: grávida deu à luz no corredor do hospital no sábado(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Caso é a segunda polêmica envolvendo o HRT no fim de semana: grávida deu à luz no corredor do hospital no sábado (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
 
Uma paciente psiquiátrica do Hospital Regional de Taguatinga (HRT) fugiu do pronto-socorro na madrugada deste domingo (19/5). A mulher, de 52 anos, havia sido encaminhada ao hospital no sábado, apresentando sinais de surto psicótico. Ela foi contida e medicada, mas acabou conseguindo driblar a segurança e sair sem ser percebida, horas depois.

Os funcionários do HRT só tomaram conhecimento do desaparecimento nesta manhã, quando ela "não foi encontrada no leito", como divulgou, em nota, a Secretaria de Saúde. Os servidores fizeram contato com a família para tentar localizar a paciente e se deslocaram aos endereços onde ela poderia estar. A mulher foi encontrada na casa de uma amiga, ainda pela manhã.

"Uma ambulância foi buscá-la, mas ela se recusou a voltar para o hospital. A paciente estava acompanhada por familiares e não pode ser levada à força de volta para o HRT", relatou a Secretaria. Os responsáveis pelo caso registraram boletim de ocorrência na 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) informando que a paciente fugiu e não quis retornar.  
 
O desaparecimento acontece um dia depois de outro episódio fora do comum no mesmo hospital. Na manhã do último sábado, uma mulher de 21 anos deu à luz no corredor do HRT. Segundo a pasta responsável pela saúde, a paciente estava no Centro Obstétrico do local, mas pediu aos médicos para ir ao banheiro antes de ser encaminhada à sala de parto e o bebê acabou nascendo no caminho. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade