Publicidade

Correio Braziliense

Adolescente apreendido por morte em Planaltina confessa três homicídios

O jovem teria matado Cauan Vinicius Ribeiro de Sousa por desavenças relacionadas à criminalidade no Jardim Roriz. Aos investigadores, o menor infrator disse ter cometido os outros crimes


postado em 16/06/2019 11:59 / atualizado em 16/06/2019 11:59

(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
O adolescente de 16 anos apreendido na tarde de sábado (16/6), suspeito de ter matado Cauan Vinicius Ribeiro de Sousa, 16, confessou ter assassinado outras três pessoas em Planaltina. A vítima mais recente foi morta a tiros próximo à Escola Classe 11, na Quadra 4/5 do bairro Jardim Roriz. Um homem de 20 anos também está preso por envolvimento no homicídio. A 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina) investiga o caso. 
 
Segundo o delegado-chefe Fabrício Borges, Cauan Vinicius não foi morto por briga de gangues, como se suspeitava anteriormente. "Esse pessoal é do mesmo bairro, o Jardim Roriz. Houve um desacerto entre os envolvidos, por causa da criminalidade na região, o que culminou em uma briga entre o trio. Os dois suspeitos do crime armaram uma 'casinha' para a vítima. O jovem foi até o local acreditando que só iria usar droga e, depois, ir embora. Só que eles chamaram a vítima já com a intenção de matá-la", afirma. 
 
Câmeras de segurança flagraram o instante em que o menor infrator cometeu o assassinato. Ele estava de bicicleta e usou uma arma calibre .38 para atirar ao menos duas vezes em Cauan. Os bombeiros foram acionados e tentaram reanimar a vítima, mas foi em vão.  
 
Após diligências, investigadores da 31ª DP chegaram até a residência do adolescente envolvido no ato infracional e o encontraram dormindo. Ele foi abordado e encaminhado para a Delegacia da Criança e do Adolescente 1 (Asa Norte). Policiais apreenderam duas munições calibre .38 e as roupas usadas na cena do crime.
 
Ainda na noite de sábado (15), um jovem de 20 anos acabou preso em flagrante, pela morte de Cauan. Ele teria participado do crime e, estava na casa de uma tia, onde investigadores encontraram a bicicleta usada pelo adolescente infrator. 
 
Agora, policiais tentam elucidar outros crimes cometidos pela dupla. De acordo com o delegado, o adolescente teria confessado outros três assassinatos, cometidos em 2018. Há outros envolvidos nestes crimes, os quais são investigados pela 31ª DP.
 
"No caso desses três homicídios, a motivação foi a rivalidade que existe entre os grupos de menores infratores de um bairro e do outro. Com as informações levantadas, nosso objetivo é chegar as outras pessoas apontadas pelo envolvimento nestes crimes", finaliza Fabrício Borges.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade