Publicidade

Correio Braziliense

Ex-deputado Juarezão morre após grave acidente na BR-080

Ele foi socorrido de helicóptero ao Hospital de Base, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no pronto-socorro da unidade


postado em 21/06/2019 21:40 / atualizado em 22/06/2019 11:06

Movimentação no Hospital de base(foto: Minervino Junior/CB Poder)
Movimentação no Hospital de base (foto: Minervino Junior/CB Poder)
O ex-deputado Juarezão morreu no pronto-socorro do Hospital de Base, após ser socorrido de um grave acidente na BR-080. A morte foi confirmada pelo assessor do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde (Iges-DF). Juarezão foi retirado das ferragens do carro e seguiu de helicóptero dos bombeiros até a unidade de saúde. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o paciente foi transportado instável, com fratura de face, traumatismo craniano e fratura exposta. Um dos filhos do ex-parlamentar, o mais novo, esteve no Hospital de Base assim que recebeu a notícia do acidente. Muito abalado, ele permaneceu discreto com as informações.
 
Juarezão morou a vida toda em Brazlândia(foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
Juarezão morou a vida toda em Brazlândia (foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
 
O vice-governador, Pacco Brito, compareceu ao Hospital de Base às 22h30 desta sexta-feira (21/6). "Prova, mais uma vez, que precisamos fazer a duplicação da BR-080 e da DF-001. Essa é uma rodovia da morte. Já pedimos ao Ibama a licença, por ser área de proteção", ressaltou. 

Ele disse que um luto oficial será decidido mais tarde, entre esta sexta-feira (21/6) e sábado (22/6). "O governador está no Piauí, mas provavelmente faremos algo nesse sentido (decreto de luto)", destacou.
 
Pacco lamentou a morte do ex-parlamentar. "É uma perda muito grande para uma pessoa que viveu política e saúde, especialmente para o Distrito Federal e Brazlândia. Perdeu a vida em uma rodovia na BR-080 que pedimos a duplicação dela há bastante tempo", frisou.

Parentes mobilizados 

Os dois filhos de Juarezao estiveram juntos, dentro do hospital, e receberam apoio da família. A mulher do ex-deputado não compareceu à unidade de saúde. Ao sair, o vice-governador disse da tristeza dos parentes. "Estão desolados", lamentou Pacco.
 
Vice governador Paco Brito(foto: Minervino Junior/CB Poder)
Vice governador Paco Brito (foto: Minervino Junior/CB Poder)
 
 
Um primo de Juarezao também esteve no hospital, mas, muito abalado, disse que entraria primeiro na unidade de saúde, conversaria com o filho do ex-parlamentar e, depois, se manifestaria. Ele não quis se identificar.
 
Juarezão foi socorrido de helicóptero para Hospital de Base(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Juarezão foi socorrido de helicóptero para Hospital de Base (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Detalhes do acidente

De acordo com informações dos bombeiros, o ex-deputado dirigia a caminhonete Nissan Frontier quando perdeu o controle e bateu na traseira de uma carreta.
 
O local do acidente foi na BR-080, em um trecho chamado "sete curvas", sentido Brazlândia/Padre Bernardes, por volta das 18h45. 

Velório

O corpo de Juarezao seguiria para o Instituto Médico Legal (IML) no fim da noite desta sexta-feira (21/6). A previsão é de que seja liberado na manhã de sábado (22/6). A família ainda não decidiu onde vai velar o corpo, mas a expectativa é de que seja em uma das igrejas que o ex-parlamenrar frequentava, em Brazlandia. 
 
Juarezão ocupou uma cadeira na Câmara Legislativa do Distrito Federal na última legislatura (2014-2018) e chegou a ser eleito como vice-presidente da Casa, depois de a ex-deputada Liliane Roriz (PTB) renunciar ao cargo com a revelação de áudios que levaram à denúncia da operação Drácon.
 
Logo depois, Juarezão se tornou presidente da Câmara Legislativa, depois que a distrital Celina Leão foi afastada do cargo pelo mesmo motivo da investigação de gravações. Celina Leão (à época do PP) teve uma conversa com Liliane, gravada e entregue ao Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT).

O ex-distrital era conhecido como padrinho político de Brazlândia, região onde morava. Do total de 15.923 votos que o elegeram na candidatura de 2014-2018, 13.291 (83,47%) vieram de lá — a zona que ele teve mais confiança dos eleitores.

Notas de pesar

O ex-governador Rodrigo Rollemberg também liberou nota de lamento pela morte do ex-deputado: "Estou profundamente triste e consternado com a notícia do falecimento do Juarezão. Amigo leal, companheiro de partido, ele dedicou sua vida política a Brazlândia e sua comunidade. Por onde andasse com seu jeito alegre e brincalhão, Juarezão sempre estava procurando levar benefícios para a cidade que defendia com tanto amor e firmeza. Como governador, pude conhecê-lo ainda mais quando assumiu a Presidência da Câmara Legislativa. Juarezão era incansável. Um lutador, um homem do bem, um político dedicado a Brazlândia. Brasília perde muito sem ele. A política brasiliense fica mais pobre. Neste momento de dor, minha solidariedade à família e aos amigos".

 

Outro que lamentou foi o deputado Chico Vigilante (PT): "Foi com muito pesar que tomei conhecimento do falecimento do ex-deputado Juarezão, na noite desta sexta-feira. Juarezão foi um grande amigo, conselheiro e um apaziguador na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Convivemos de perto nos momentos de maior dificuldade daquela Casa. Sempre sereno, com muita tranquilidade e perfil conciliador. Tragicamente, perde a vida na rodovia pela qual tanto se esforçou pela duplicação. É muito triste essa passagem, especialmente, por ser alguém com ainda muito a colaborar pelo Distrito Federal. Nesse momento, quero expressar minha solidariedade à família do ex-deputado Juarezão".

 

O deputado Wasny de Roure (PT) também lamentou: "É com profunda tristeza que recebi a notícia do acidente que vitimou o meu amigo e ex-distrital, Juarezão. Tanto eu, como ele, realizamos muitas atividades juntos durante os nossos mandatos na CLDF. Brazlândia perde um grande lutador e eu perco um amigo. Meus sentimentos aos amigos e familiares".

 

Rafael Prudente, atual presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, também liberou nota: “Perdi um grande amigo, um homem que sempre lutou pela saúde da população de Brasília. Ele deixa um linda história em defesa da sua cidade Brazlândia, e muitas amizades que fez ao longo de seu trabalho. Estou muito triste, estive ao lado de Juarezão na Câmara Legislativa e testemunhei a dedicação dele as causa sociais. Brasília perde um grande líder, uma pessoa simples mas com um coração enorme”.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade