Publicidade

Correio Braziliense

Bombeiro que caiu de telhado recebe alta; o outro espera por cirurgia

Os militares caíram de cima de um telhado de, aproximadamente, 4 metros, ao tentarem conter um jovem que caminhava sobre residências em Planaltina


postado em 25/06/2019 17:52 / atualizado em 25/06/2019 20:25

Um dos militares recebeu alta e o outro espera por uma cirurgia de estabilização da clavícula, devido diversas fraturas na costela(foto: Divulgação/CBMDF)
Um dos militares recebeu alta e o outro espera por uma cirurgia de estabilização da clavícula, devido diversas fraturas na costela (foto: Divulgação/CBMDF)
O segundo-sargento do Corpo de Bombeiros Cidimar Luiz Rodrigues, 46 anos, um dos militares que caíram do telhado ao tentar conter um homem, em Planaltina, recebeu alta médica e passa bem. Ele teve uma fratura no tornozelo esquerdo e precisou passar por uma cirurgia de fixação do osso cutâneo. 

Já o outro ferido, o primeiro-sargento Eurismar Batista de Oliveira, 49, continua no Hospital de Base. Ele sofreu traumatismos craniano e lombar. E aguarda uma cirurgia, prevista para esta terça-feira (25/6), de estabilização da clavícula, devido várias fraturas na costela. Segundo a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros, o militar se alimenta bem, sente menos dor e o quadro dele indica melhora. 

Agressões

Os dois militares ficaram feridos após caírem do telhado de uma casa em Planaltina. Eles tentavam conter um homem, de aproximadamente 20 anos, que caminhava no teto das residências do Módulo J da Estância 2. O jovem arrancou algumas telhas e começou  jogá-las na equipe de resgate e vizinhos. 

Os bombeiros subiram no telhado e foram recebidos de forma agressiva. Em seguida, caíram de uma altura de, aproximadamente, 4 metros. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade