Publicidade

Correio Braziliense

Internet 5G terá espaço para testes permanentes no Distrito Federal

Parque Tecnológico de Brasília (BioTIC) será o primeiro local do país onde a tecnologia passará por avaliações constantes


postado em 25/06/2019 17:39 / atualizado em 25/06/2019 20:27

(foto: Tony Winston/Agência Brasília - 21/8/2018)
(foto: Tony Winston/Agência Brasília - 21/8/2018)
O Parque Tecnológico de Brasília (BioTIC) será pioneiro no país em testes permanentes com a internet 5G, a quinta geração da internet móvel. Nesta terça-feira (26/6), o Governo do Distrito Federal assinará um acordo com a multinacional chinesa Huawei e com a BioTIC S/A — subsidiária integral da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) — para implementar o primeiro espaço de avaliações da tecnologia. 

A iniciativa oferecerá um ambiente de demonstração para experimentar a chegada do 5G no Brasil. Com a implementação, haverá, periodicamente, seminários, palestras e eventos abertos para a comunidade e escolas da capital federal. Além disso, visitantes poderão usar equipamentos adaptados para a tecnologia e conhecer como é a navegação. 

A cerimônia de assinatura do acordo ocorrerá às 11h, no Palácio do Buriti, e contará com uma palestra promovida pela Huawei sobre o que é a internet 5G. A inovação permitirá a conexão simultânea de aparelhos a um mesmo aparelho celular, como carros, eletrodomésticos e eletroeletrônicos. A funcionalidade é conhecida como Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês). 

Projeto de inovação


O BioTIC, localizado entre a DF-003, o Parque Nacional e a Granja do Torto, foi instituído em 2017. O nome faz referência aos focos de inovação do espaço: a biotecnologia e a tecnologia da informação e comunicação (TIC). O projeto nasceu com o propósito de ser o principal polo de desenvolvimento científico e tecnológico do DF e permitirá a instalação de empresas, instituições de pesquisa e centros de inovação. A Terracap disponibilizou 95,9 hectares para a iniciativa.

O Parque Tecnológico de Brasília foi inaugurado há um ano, pelo ex-governador Rodrigo Rollemberg. A construção do espaço recebeu R$ 40 milhões em investimentos, obtidos por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP/DF). 

*Com informações da Agência Brasília e da BioTIC S/A

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade