Publicidade

Correio Braziliense

Com fim da greve do metrô, fiscalização de faixas exclusivas é retomada

As faixas da Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB), W3 Sul, W3 Norte e Setor Policial Sul estavam liberadas para todos os veículos, desde 2 de maio, quando iniciou a greve dos metroviários


postado em 18/07/2019 15:26 / atualizado em 18/07/2019 15:27

A fiscalização nas faixas exclusivas da EPNB volta a funcionar na próxima segunda-feira (21/7). Já das vias W3 Sul, W3 Norte e Setor Polícial Sul será retomada nesta sexta-feira (29/7)(foto: Ed Alves/CB/ DA Press)
A fiscalização nas faixas exclusivas da EPNB volta a funcionar na próxima segunda-feira (21/7). Já das vias W3 Sul, W3 Norte e Setor Polícial Sul será retomada nesta sexta-feira (29/7) (foto: Ed Alves/CB/ DA Press)
 Após o fim da greve dos metroviários que durou 77 dias, a fiscalização das faixas exclusivas, que estavam liberadas para o trânsito de carros de passeio, será retomada. A partir de segunda-feira (21/7), na faixa das vias W3 Sul, W3 Norte e Setor Policial Sul, que são de responsabilidade do Departamento de Trânsito (Detran-DF), só poderão transitar ônibus, táxis e transportes escolares.

O mesmo acontece com a Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB), fiscalizada pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER-DF). A via continuará liberada para todos os tipos de veículos até as 23h59 de domingo (21/7). Os carros de passeio continuarão liberados para rodar nas faixas apenas aos finais de semana e feriados.
 
A faixa exclusiva da EPTG permanece inalterada: nos dias úteis, de 6h às 9h e de 17h30 às 19h45h, os coletivos trafegam pela faixa reversa e a quarta faixa do sentido da via é liberada aos veículos leves. O DER-DF reforça ainda que a faixa exclusiva do BRT também segue sem alterações. 

Fim da greve

Os servidores da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) acataram a decisão do Tribunal do Trabalho da 10ª Região (TRT-10) durante assembleia na noite de quarta-feira (17/7) e retomaram as atividades. No primeiro dia após o fim da paralisação, algumas estações não funcionaram normalmente. Com a falta de pagamento do auxílio transporte da categoria, muitas bilheterias amanheceram sem servidores e as catracas liberadas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade