Publicidade

Correio Braziliense

Morre bombeira do DF atingida por árvore e fio de alta tensão

Marizelli Armelinda Dias trabalhava no combate ao fogo que atingia uma área de vegetação em Taguatinga, na manhã deste domingo


postado em 15/09/2019 17:17 / atualizado em 15/09/2019 21:49

Marizelli ingressou no Corpo de Bombeiros em 2018. Ela deixa dois filhos(foto: Reprodução)
Marizelli ingressou no Corpo de Bombeiros em 2018. Ela deixa dois filhos (foto: Reprodução)
Marizelli Armelinda Dias, a militar do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBM-DF) atingida por uma árvore e por um fio de alta tensão, não resistiu aos ferimentos e morreu na tarde deste domingo (15/9). 

Integrada à corporação em 2018, Marizelli, 31 anos, trabalhava no combate a um incêndio em uma mata na QNL 02, em Taguatinga, de manhã. Em determinado momento, uma árvore caiu, arrastando fios de alta tensão.

Tanto a árvore quanto os fios atingiram a bombeira, que sofreu uma parada cardíaca. Reanimada, ela foi levada ao Hospital Regional de Ceilândia, onde acabou falecendo horas depois. Ela deixa dois filhos, Raniele, 4 anos, e Erick, 5.

O acidente foi gravíssimo. Segundo informações do Tenente Machado, Marizelli foi atingida do lado esquerdo por um galho de eucalipto de médio porte. A árvore teria caído em decorrência das chamas.

Ele ainda informou que ela teve traumatismo craniano, fratura na coluna torácica em dois pontos, no fêmur e no braço — ambos esquerdos —, e edema torácico. 

As primeiras informações eram de que ela havia sido eletrocutada pelo cabo de energia. Embora a militar tenha sido mesmo atingida pela fiação, não foi confirmado se a parada cardíaca foi causada por descarga elétrica.

Querida e esforçada

Ex-marido e pai dos filhos da militar, Raimundo Mendes Alves, 50 anos, descreveu Marizelli como uma pessoa "muito alegre e muito querida". "Ela se esforçou muito para entrar nos bombeiros. Mesmo grávida, ela estudou, se esforçou e conseguiu", contou Alves, que é bombeiro da reserva.

Pelo Twitter, o governador Ibaneis Rocha se manifestou: “Que tristeza para o Distrito Federal perder uma de suas combatentes do Corpo de Bombeiros, que dedicava sua vida a salvar outras. Toda minha solidariedade à família da soldado Marzielli, que Deus conforte seus corações. O GDF está de luto”.

O CBMDF emitiu um comunicado lamentando a morte da colega. "É com imenso pesar que o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal informa o falecimento da SD/1. Marizelli Armelinda Dias, na tarde de 15 de setembro, em decorrência de um acidente durante uma ocorrência de incêndio em vegetação na QNL 02, próximo à via Estádio, uma árvore caiu, trazendo consigo a rede de alta tensão, atingindo a militar, às 07h30 (15/09)", informava o texto.

Ver galeria . 6 Fotos Reprodução/Instagram
(foto: Reprodução/Instagram )
 
A CEB também emitiu uma nota de pesar. "A equipe técnica foi acionada e atuou imediatamente para dar o apoio que se fizesse necessário ao socorro à vítima. A CEB manifesta sua palavra de pesar e conforto à família de Marizelli Armelinda Dias e seus amigos, e se associa à dor de todos os integrantes do Corpo de Bombeiros Militar do DF." 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade