Publicidade

Correio Braziliense

Artigo: Como era fácil gostar do padre Casemiro!

Padre Casemiro veio da Polônia e, com sua simpatia, conquistou os fiéis da paróquia Nossa Senhora da Saúde


postado em 22/09/2019 13:38

Padre Casemiro encantava a todos com simpatia e bom humor(foto: Reprodução/Internet)
Padre Casemiro encantava a todos com simpatia e bom humor (foto: Reprodução/Internet)
Conheci o padre Casemiro com uns 5 anos de idade. Na época, a Paróquia Nossa Senhora da Saúde era um pequeno salão, um "puxadinho". Com um português sofrível, aquele polonês gorducho e rosado, com uma eterna cara de menino, se esforçava para agradar a comunidade, ainda ressentida da saída do padre que o antecedeu. Minha família foi uma das primeiras que o acolheu.

Como era fácil gostar do padre Casemiro! As dificuldades com o idioma não o impediam de fazer piadas - que geralmente não dava para entender por causa do forte sotaque. Ele chorava de rir das próprias graças, com uma inocência comovente.

Padre Casemiro construiu a linda igreja que substitui o "puxadinho" com as próprias mãos. Mal tirava a batina e corria para a obra. A essas alturas, já era extremamente amado pela comunidade e já falava bem o português (mas continuava contando piadas que só ele entendia…). 
Sorria com os belos olhos azuis, que também lacrimejavam quando ele falava da Polônia. Nascido no pós-guerra, viveu os horrores de uma Europa devastada e viu seu país ser arbitrariamente anexado à União Soviética.

Apesar das saudades, nunca falou em partir. Amava o Brasil e a numerosa família que fez aqui, seus paroquianos, seus filhinhos.

A notícia da morte dele ainda parece um pesadelo. A ficha não caiu. Tento não pensar no horror que aqueles olhos expressaram enquanto lhe roubavam a vida. Antes, visualizo os olhos risonhos, bondosos, cheios de amor. Ainda molhados de tantas gargalhadas depois de contar piadas.. Adeus, "do widzenia", padre Casemiro! Agora vá fazer rir os anjos do céu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade