Publicidade

Correio Braziliense

Brasilienses devem esperar tempo quente e seco nesta quarta-feira

DF mantém estado de emergência devido à seca. Umidade pode chegar aos 15% durante o dia


postado em 16/10/2019 08:49 / atualizado em 16/10/2019 09:27

Previsão para o dia é de céu claro a parcialmente nublado, com névoa seca(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Previsão para o dia é de céu claro a parcialmente nublado, com névoa seca (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Mais um dia quente e seco é o que os brasilienses devem esperar desta quarta-feira (16/10). Os termômetros, que marcaram a mínima de 22ºC na madrugada, podem chegar aos 34ºC pela tarde. Além da temperatura elevada, a umidade do ar segue baixa e o Distrito Federal mantém o estado de emergência devido à seca.

 

A quantidade de água no ar deve variar entre 60% a 15% ao longo do dia e a umidade segue baixa pelo menos até o fim de semana. "Deve haver retorno da chuva nos últimos 10 dias do mês. Até lá, vai continuar do mesmo jeito. Céu claro a parcialmente nublado, pelo menos até o dia 20", explica o meteorologista Manoel Rangel, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

 

Rangel afirma que pode haver volta da névoa seca – aspecto de céu acinzentado devido à condensação da água no ar –, mas que as características do clima seco não afetam o abastecimento de água no DF. "Os mananciais estão acima de 70%, sem  problema algum", pontua. 

Estado de emergência 

A Defesa Civil declarou estado de emergência devido à seca nesta terça-feira (15/10). Isso ocorre quando a umidade do ar fica abaixo de 12% por dois dias consecutivos. De acordo com os padrões da Organização Mundial da Saúde (OMS), a umidade relativa ideal é de 60%. 

 

As principais recomendações para este período são evitar a prática de atividades ao ar livre das 10h às 17h, aumentar a ingestão de líquidos, principalmente água, manter a casa ventilada e não deixar de lado o protetor solar. Crianças e idosos precisam de atenção especial, pois são os mais afetados. 

(foto: Divulgação/Defesa Civil)
(foto: Divulgação/Defesa Civil)

 

*Estagiária sob supervisão de Vinicius Nader

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade